sábado, 30 de abril de 2011

Pedro Gonçalves actuou esta tarde em Espanha

Pedro Gonçalves com Gitanillho Rubio, Javier Bernal e Serafín Marín

Ricardo Relvas (correspondente em Espanha) - O bandarilheiro português Pedro Gonçalves actuou esta tarde em Espanha no festival que se realizou em San Martin de la Vega, às ordens do matador Javier Bernal.
Actuaram "Niño de la Taurina" (orelha), Javier Bernal (orelha), Juan Luis Rodriguez (silêncio) e os novilheiros Raul Rivera (duas orelhas) e Diego Lopez Llanos (duas orelhas e rabo). Lidaram-se cinco novilhos de El Cubo, nobres.

Foto Ricardo Relvas

Caetano em ombros esta tarde em Campanário


João Moura Caetano saíu esta tarde em ombros da praça espanhola de Campanário (província de Badajoz), após cortar três orelhas, reafirmando o grande momento que atravessa neste início de temporada.
Frente a bons toiros de Bernardino Píriz, o cavaleiro de Monforte teve esta tarde por companheiros de cartel Martín Burdos e Manuel Manzanares, que igualmente sairam da praça em ombros.

Foto P. Batalha/Arquivo

Manzanares indulta toiro em Sevilha


O matador José Maria Manzanares alcançou hoje o feito histórico de indultar um toiro na Real Maestranza de Sevilha - o "Arrojado", com 500 quilos, da ganadaria de Nuñez del Cuvillo - cortando mais duas orelhas no outro, o que lhe permitiu um clamoroso triunfo com saída em ombros pela Porta do Príncipe.
Alternou com Júlio Aparício (silenciado em ambos) e Morante de la Puebla (ovação e silêncio).

Fotos D.R.

Labrugeira adiado, Cartaxo de pé



Não se realiza o festival agendado para hoje na Labrugeira, devido ao mau tempo, devendo ficar adiado para Maio, provavelmente para dia 15 (sujeito a confirmação).
Entretanto e dada a previsão de melhoria de tempo para amanhã, continua de pé a corrida de alternativa do cavaleiro Filipe Vinhais, a realizar na praça de toiros do Cartaxo por ocasião da Festa do Vinho e que inclui no cartaz os cavaleiros Manuel Jorge de Oliveira (padrinho da alternativa do novo cavaleiro) e António Ribeiro Telles (testemunha do doutoramento), bem como os grupos de forcados de Lisboa e Azambuja, que enfrentarão toiros de Jorge de Carvalho e Casa Avó. A corrida tem início amanhã, 1 de Maio, às cinco da tarde.

Será só coincidência?...



Vasculhando fotos antigas, encontrei este momento de José João Zoio no Campo Pequeno e um momento muito semelhante do novo ídolo de Paço D'Arcos, Duarte Pinto, no ano passado na Monumental de Santarém.
Será apenas coincidência? Ou terá sido por isto mesmo que José João Zoio foi à Nazaré ver Duarte Pinto, um mês antes de morrer, precisamente na última noite em que voltou a pisar uma arena? E talvez também não tenha sido por mero acaso que o vimos vestido de toureiro pela última vez, no Campo Pequeno, apadrinhando com Luis Miguel da Veiga e Frederico Cunha, precisamente, a alternativa de Duarte Pinto.

Fotos D.R. e P. Batalha

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Faleceu António Luis da Veiga


Vítima de doença prolongada, faleceu hoje António Luis da Veiga, irmão do cavaleiro Luis Miguel da Veiga. Tinha 57 anos.
O corpo encontra-se em câmara ardente na Igreja de Montemor-o-Novo, devendo o enterro realizar-se amanhã em hora ainda não designada, segundo informação de seu irmão Fernando da Veiga.
À ilustre Família enlutada, muito em particular ao nosso querido Amigo Mestre Luis Miguel da Veiga, a equipa "Farpas" apresenta as mais sentidas condolências.

Foto Emílio/Arquivo "Farpas"

terça-feira, 26 de abril de 2011

Salgueiro na Escola em Almeirim

João Salgueiro da Costa volta à escola, mas desta vez para ensinar a arte tauromáquica
Salgueiro da Costa ao colo do seu bisavô, o Dr. Fernando Salgueiro, ladeado pelo avô
Fernando de Andrade Salgueiro e pelo pai, João Salgueiro

O Clube Taurino do Agrupamento de Escolas do Concelho de Alter do Chão, louvável iniciativa do grande aficionado e professor Marco Gomes, vai levar a cabo na próxima 5ª feira, 28 de Abril, mais uma acção de divulgação da Tauromaquia, desta vez em Almeirim, onde os seus membros se deslocarão acompanhados pelo jovem cavaleiro praticante João Salgueiro da Costa.
Desta vez o Clube Taurino vai estar no Agrupamento de Escolas Febo Moniz, em Almeirim, para junto dos alunos do 7º ano fazer uma acção de divulgação e promoção da cultura tauromáquica que, como em casos anteriores, visa a criação de novos aficionados.
Os alunos irão ter um dia diferente com o visionamento de dvd's do cavaleiro de Valada, levantamento de questões e os inevitáveis autógrafos e fotografias.
Esta jornada prevê-se, segundo Marco Gomes, estender-se a outros establecimentos de ensino do país, sempre com o propósito da divulgação da Tauromaquia.

Fotos João Dinis e D.R.

Mexicanos compram cavalos em Portugal e Espanha


Um negócio aparentemente guardado no segredo dos deuses foi esta semana revelado pelo site "cavalonet", dando conta de que "um ilustre casal mexicano", que se presume tratar-se, segundo apurámos, da cavaleira Mónica Serrano e seu marido, Félix Cantún, investiu na compra de uma das melhores eguadas do nosso país e num grande reprodutor, o "Violino", propriedade da Sociedade das Silveiras, do conhecido Manuel Braga (na foto).
Segundo o mesmo site, os mexicanos terão também adquirido a Vasco Freire um grande reprodutor alemão e éguas da melhor genética alemã para criação de cavalos para alta competição e dressage. É ainda referida na notícia a compra, pelo casal mexicano, de várias montadas actuais do expoente máximo do rejoneio actual, Diego Ventura.
A notícia que está a dar brado no meio equestre pode ser lida em www.cavalonet.com/pt/anuncios/anuncios.php?type=cavalos&offertype=procuro

Foto Emílio/Arquivo "Farpas"

Êxito ontem no festival do Sobral: Dias Gomes saíu em ombros

Triunfal saída em ombros do novilheiro Manuel Dias Gomes
Um expressivo natural que evidencia a excelente forma do jovem toureiro lisboeta
Tertúlia Tauromáquica Sobralense prestou significativa homenagem ao Maestro Augusto Gomes Júnior
na presença de seu filho, José Luis Gomes e seus netos, Gonçalo Maria, Pedro Maria, Madalena e Manuel

Evidenciando excelente forma e grande maturidade, o novilheiro Manuel Dias Gomes conquistou ontem a afición no festival que se realizou na praça do Sobral de Monte Agraço, realizando duas expressivas e artísticas faenas que no final lhe valeram merecida saída em ombros.
Daniel Nunes não teve a mesma sorte, mas mesmo assim deixou momentos de muito sabor nas duas faenas em que foi ovacionado. Na parte equestre, Manuel Ribeiro Telles Bastos e Duarte Pinto confirmaram as expectativas e triunfaram, eles que foram dois dos mais destacados cavaleiros na última temporada. Cada qual no seu estilo, os dois jovens ginetes lidaram um novilho cada e reafirmaram que estão prontos para os grandes desafios da presente época taurina. Excelentes pegas dos Amadores de Lisboa e bom jogo da novilhada de Carlos Falé Filipe num espectáculo que registou meia casa de entrada e decorreu em ritmo animado e agradável.
Prestou-se significativa homenagem em praça ao Maestro Augusto Gomes Júnior, avô de Manuel Dias Gomes, primeiro novilheiro português a actuar em Espanha nos anos 40 e segundo matador de toiros da nossa História, doutorado em 1947, dias depois de Diamantino Vizeu.

Fotos cortesia G.C.I. Manuel Dias Gomes

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Fotos também da actuação de Bastinhas hoje em Arles


Fotos cortesia www.pablohermoso.net

Pegado nega entrada ao "Farpas" em Alter...


O empresário Carlos Pegado negou hoje a entrada na praça de toiros de Alter, onde esta tarde realiza uma corrida de toiros em parceria com  Jorge Carvalho, à directora-adjunta do jornal "Farpas", Solange Pinto.
De lamentar estas atitudes, numa altura em que tanto se apela (nalguns casos, com reconhecida falsidade) à união de todos os agentes da Festa em prol da Tauromaquia...

Foto D.R.

Fotos das actuações de Pablo e Ventura hoje em Arles


Já disponíveis através dos Gabinetes de Imprensa de ambos os rejoneadores (infelizmente o mesmo não se passa em relação ao português Bastinhas) as fotos dos triunfos desta manhã em Arles de Pablo Hermoso de Mendoza e Diego Ventura. O navarro cortou duas orelhas, Ventura três, tendo ambos saído em ombros do antigo Coliseu Romano.

Fotos www.pablohermoso.net e Carlos Nuñez/Toromedia

Crítica elogia actuações de Bastinhas esta manhã em Arles



Pese embora o facto de ter falhado na hora de matar e por isso mesmo não ter cortado orelhas, acabando silenciado no final das duas actuações, a crítica elogiou a presença do cavaleiro português Joaquim Bastinhas na corrida matinal de rejoneio que hoje se realizou no antigo Coliseu Romano de Arles, França e onde os rejoneadores Pablo Hermoso de Mendoza e Diego Ventura sairam em ombros.
German Jiménez, jornalista francês, escreve no site "burladero.com" que Bastinhas se destacou com as bandarilhas e em especial num bom par a duas mãos, mas que perdeu os troféus por ter falhado com o rojão e depois com o descabelho.
O ginete de Elvas sofreu violenta colhida com o cavalo de saída no seu segundo toiro, mas saíu ileso, bem como a montada. Realizou uma brilhante faena, mas voltou a falhar na hora de matar, segundo o relato do repórter francês.

Fotos D.R. e M. Alvarenga

Bastinhas silenciado hoje em Arles: Pablo e Ventura em ombros


Última hora: Pablo Hermoso de Mendoza (ovação no primeiro e duas orelhas no segundo) e Diego Ventura (duas orelhas no primeiro e uma no segundo) sairam há momentos em ombros da praça francesa de Arles na corrida matinal de rejoneio da feira, onde também actuava, a abrir praça, o cavaleiro português Joaquim Bastinhas, que viu o seu labor silenciado nos dois toiros (ganadaria de Bohórquez).

Foto www.pablohermoso.net

Paulo Caetano: só uma corrida em Elvas em 2011


Paulo Caetano actuará esta temporada numa única corrida de toiros no próximo dia 14 de Maio no Coliseu de Elvas, onde se prestará homenagem à memória do Pai de Joaquim Bastinhas.
Apesar de assediado por várias empresas, o cavaleiro optou por se manter este ano mais afastado das lides, não apenas pelo seu envolvimento político como candidato a deputado pelo CDS/PP em Portalegre, mas sobretudo para melhor poder acompanhar a carreira de seus filhos João (nas arenas, este ano com presença em Madrid e já 45 contratos assumidos) e Maria na modalidade de Dressage (Campeonato da Europa e Jogos Olímpicos à porta).
Em declarações ao "Farpas Blogue", Paulo Caetano justificou com todos estes afazeres o facto de haver decidido não tourear mais corridas em 2011, limitando a sua actividade ao espectáculo de Maio em Elvas dada a grande amizade que sempre existiu entre as duas famílias e especialmente entre ele e Joaquim Bastinhas.

Foto João Dinis

Ontem em Madrid: silêncio para todos...

Momento de apuro de Curro Diaz quando toureava de capote o seu segundo toiro

Ricardo Relvas (correspondente em Espanha) - A corrida de Domingo de Ressureição (Páscoa), realizada ontem na Monumental de Madrid, terminou como a Semana Santa: em silêncio para os matadores.
Lidaram-se seis toiros de Los Recitales, bem apresentados, com muita cara, mas falta de força. O primeiro foi bravo e nobre, o quinto encastado e a "transmitir", sendo aplaudido no arraste. Todos foram "a menos" na muleta.
Curro Diaz iniciou bem a faena ao primeiro da tarde, mas o toiro foi-se parando e a faena também. No segundo, lidou um oponente incerto nas investidas. Foi silenciado nos dois.
Igual sorte teve o matador Leandro. Começou bem a primeira faena, mas terminou-a debaixo de assobios. Ao seu segundo não soube dar a lide adequada. Esteve sempre "por baixo" do toiro, que era de triunfo. Silêncio e silêncio com aviso.
Morenito de Aranda "não viu claro" os seus dois toiros. Não parou um pé a tarde toda. Silêncio com aviso nos dois.
Únicas ovações da tarde em Las Ventas para o picador Agustín Sanz no quinto toiro e para o bandarilheiro Miguel Martín, que agradeceu de montera na mão também no quinto toiro.

Foto Ricardo Relvas

Copos & toiros: hoje cumpre-se a tradição em Sousel!


Joaquim Grave critica piso "vergonhoso" do Campo Pequeno



Foi o “Farpas”, na semana passada, o único a apontar claramente que o vergonhoso estado do piso da arena do Campo Pequeno condicionou (e de que maneira!) o comportamento dos toiros Grave na primeira corrida da temporada lisboeta. Quando já a última edição estava impressa, veio a público este comunicado do ganadeiro Dr. Joaquim Grave – que nos dá razão e onde o proprietário dos toiros estranha, até, que mais ninguém tenha escrito o mesmo. Vale a pena ler.


Qualquer pessoa ou entidade que apresente um produto num espectáculo público, tem que sujeitar-se às críticas que lhe sejam feitas no que respeita à qualidade do mesmo. Obviamente, a ganadaria Murteira Grave não foge a esta regra, concorde ou não com o teor das mesmas. Há décadas que tem isso perfeitamente assumido e de outra maneira não poderia ser.
Escrevo em relação ao comportamento dos toiros da última quinta-feira (14 de Abril) em Lisboa. Quando constato que algum comportamento manifestado se torna comum aos 6 toiros de qualquer corrida, interrogo-me se terá havido algum factor ambiental externo, que possa ter afectado de forma genérica o comportamento dos toiros.
Nem todos, mas os aficionados minimamente atentos, se deram conta do lastimável estado da arena do Campo Pequeno; não quero alongar-me em adjectivar esta situação, mas no mínimo direi que parecia um batatal ou uma qualquer praia da nossa costa; uma autêntica vergonha em qualquer sítio e na primeira praça do país, imperdoável.
Não há nenhum toiro que consiga galopar num piso daqueles; a maioria dos toiros saiu à praça com muita pata, mas ao fim de duas galopadas pelos médios e não só, começaram a enterrar-se no imenso areal e defenderam-se; ainda assim, não se pararam, quiseram correr, mas evidenciaram pouca força para saírem do atoleiro.
Não vi as críticas esclarecerem o que, para mim, se tornou claro. Alguma ou outra que aludiu ao estado do terreno, fê-lo separando sempre o comportamento dos toiros, nunca relacionando os dois aspectos. Dos sites que consultei, apenas uma excepção, ainda que de forma indirecta e tibiamente.
Pelo que indaguei a culpa não é de ninguém, depois lembrei-me que estamos em Portugal e que a dita morre sempre solteira. Tudo bem, ou melhor, tudo mal. Quero apenas vincar que não estou convencido que os meus toiros são todos bons, ou que nunca são mansos, nada disso, a vida é perder e ganhar e ser ganadero é ter toiros mansos e bravos. Continuarei a trabalhar para que a percentagem dos bravos vá sempre aumentando, mas a partir de agora, irei zelar também para que os bravos possam parecer bravos. Apenas isso.

Joaquim Grave

Foto João Dinis/Arquivo

"Aplaudir" divulga cartaz oficial da Corrida da Ovibeja (7 de Maio)


domingo, 24 de abril de 2011

Paulo Caetano em pré-campanha


Paulo Caetano visitou sábado a Feira Internacional de Agro-Pecuária de Estremoz (FIAPE) acompanhado por Paulo Portas, naquele que foi o seu primeiro acto público de pré-campanha eleitoral. O toureiro é cabeça de lista, como independente, pelo CDS/PP no Distrito de Portalegre e reafirmou em Estremoz que a Agricultura e o Alentejo serão os pilares da sua campanha.
Da Comissão de Honra da candidatura de Paulo Caetano fazem parte alguns notáveis da vida política e social a nível nacional, como o Engº Armando Cevinate Pinto, ministro da Agricultura no Governo PSD/CDS e um dus mais destacados gurus da Agricultura em Portugal; o Prof. José Roquete, director clínico do Hospital da Luz, em Lisboa; e também o Dr. Pedro Ferraz da Costa, ex-presidente da Confederação da Indústria Portuguesa (CIP).

Foto Rádio Campanário

Mau tempo estragou touradas de Páscoa


Devido ao mau tempo, não se realizaram ontem os festivais taurinos que estavam anunciados para Santo António das Areias (foto), Estremoz e Serpa, tendo o primeiro ficado anulado e obrigando a adiar a reinauguração da renovada praça para data a anunciar; e os dois últimos foram adiados para 21 de Maio.
Também não se realizou ontem a corrida anunciada para Villanueva del Fresno, onde deveria ter tomado a alternativa de matador de toiros o jovem diestro Nuno Casquinha; nem as corridas que se deveriam ter efectuado nas praças espanholas de Cabra (onde actuava João Moura Caetano) e Marbelha (onde estava anunciada Ana Rita).
Esta tarde também ficou cancelada a corrida de Páscoa em São Manços.

D.R.

Moura Jr. triunfa em Zarza la Mayor


João Moura Júnior saíu hoje em ombros da praça espanhola de Zarza la Mayor, onde actuou mano-a-mano com o rejoneador Leonardo Hernández.
Frente a toiros de Fermín Bohórquez, o cavaleiro de Monforte cortou uma orelha ao seu primeiro toiro e deu volta no segundo.
Leonardo obteve uma orelha no primeiro e duas no segundo.
No toiro que lidaram a duo cortaram duas orelhas.

Foto Ricardo Relvas/Arquivo

Nas bancas!


Mensagem de Duarte Pinto na véspera de actuar no Sobral


Caros Amigos
É enorme a expectativa para a minha  primeira actuação da Temporada 2011. Tudo se conjuga para uma grande tarde de toiros no Tradicional Festival de Sobral , uma data já com tradição na nossa Tauromaquia. Esperemos que o toiro que me toca invista bem e dê o jogo necessário para uma boa lide. Que Deus reparte a sorte e que seja uma tarde bonita para o publico aficionado.
De mim, podem esperar empenho, profisionalismo e a emoção e risco que sempre coloco em cada actuação.
Um abraço amigo do
Duarte Pinto

Foto "Contra Barreira"

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Alcochete, 7 de Maio: corrida de homenagem ao 80º aniversário do Maestro José Lupi


"Toirolindo" repete "Bullfight Summer Sessions"


A empresa "Toirolindo" (Inácio Ramos) levará pelo sexto ano consecutivo a Festa Brava aos municípios de Vila Real de Santo António e de Castro Marim e promete voltar a apresentar no mês de Agosto as maiores figuras do toureio a cavalo, bem como as melhores ganadarias e os melhores grupos de forcados.
A programação será conhecida em breve. A "Toirolindo" promoverá uma corrida em Monte Gordo a 6 de Agosto (sábado) e outra em Castro Marim no dia 13 (sábado), ambas nocturnas.

Ganadaria Partido de Resina distinguida ontem em Las Ventas


Ricardo Relvas (correspondente em Espanha) - A Associação de Abonados de Madrid (ABOVENT) fez ontem a entrega à ganadaria Partido de Resina (ex-Pablo Romero) do troféu que distinguiu a ganadaria mais bem apresentada da temporada passada na Monumental de las Ventas.
O acto decorreu na Sala Bienvenida da praça de toiros Monumental de Madrid e o prémio foi entregue ao representante da ganadaria, o veterinário Dr. Algora, pelo presidente da ABOVENT, Paco Serrano.

Foto Ricardo Relvas

Picador Rafael Trancas brilhou ontem em Las Ventas e toiro de Canas Vigouroux foi devolvido aos currais


Ricardo Relvas (correspondente em Espanha) - Um toiro da ganadaria portuguesa de Canas Vigouroux, de nome "Diablo", com 572 quilos, que saíu manso e sem forças, sem querer ver os capotes nem o picador, foi ontem devolvido aos currais na corrida de Domingo de Ramos que se realizou na Monumental de las Ventas, em Madrid.
O toiro português (na foto) saira ao ruedo madrileno para substituir um da ganadaria anunciada (Maria del Carmen Camacho) que acabara também de ser devolvido por manifesta falta de forças. O de Vigouroux foi depois substituído por um sobrero de Mauricio Soler Escobar, com 682 quilos, o mais pesado da tarde, também manso e com o qual brilhou a grande nível o picador português Rafael da Silva (Trancas), que esteve muito bem, podendo com o toiro e dominando a situação.
Os toiros de Carmen Camacho foram mansotes e sem força, salvando-se apenas o lidado em segundo lugar, com 522 quilos, que apesar de manso foi nobre.
A corrida de ontem registou meia entrada de público e foi transmitida em directo pelo Canal Digital Plus. A tarde foi de mérito para o matador Serafín Marín, que deu a única volta ao ruedo no seu segundo toiro. Victor Puerto foi silenciado nos dois que enfrentou e Javier Cortés teve a mesma sorte: silêncio em ambos.

Foto Ricardo Relvas

Após actuar ontem em Alcochete: Manuel Lupi operado a uma mão em Lisboa


O cavaleiro Manuel Lupi foi esta manhã operado em Lisboa em virtude de uma lesão nos dedos da mão direita que nas últimas corridas lhe vinha produzindo muitas dores - informou o seu apoderado Mateo Carreño.
Lupi, que ontem venceu o prémio que se disputava na corrida de Alcochete, tenciona reaparecer no próximo dia 30 na praça espanhola de Talayuela numa corrida em que participam ainda os rejoneadores José Miguel Callejón e "El Cartagenero" e o novilheiro Rafael Cerro.

Foto João Dinis

Moço de espadas de Brito Paes despedido ontem pelo novo apoderado


Luis Gomes (na foto, ao lado do Maestro João Moura), há sete anos dedicado moço de espadas do cavaleiro António Maria Brito Paes, foi ontem despedido dessas funções, sem pré-aviso nem conversa alguma, pelo novo apoderado do toureiro, Penedo.
Gomes dirigia-se à praça de toiros de Alcochete, onde Brito Paes era cabeça de cartaz da corrida de ontem, quando, segundo ele próprio nos contou, foi informado pelo apoderado Penedo de que já não fazia parte da equipa...
Luis Gomes assistiu à tourada na bancada, ao lado do cavaleiro João Moura, seu amigo.

Foto João Dinis

Ontem em Alcochete: triunfou Caetano... foi premiado Lupi e houve mais um pegão dos Amadores de Alcochete

Moura Caetano destacou-se ontem em Alcochete com um triunfo apoteótico
A pega enorme do valente Daniel Silva
Daniel Silva, dos Amadores de Alcochete, autor da pega da tarde

João Moura Caetano protagonizou ontem em Alcochete uma actuação magistral, evidenciando uma forma excelente neste início de temporada, mas no final o público ficou estupefacto (e protestou) com a atribuição do prémio em disputa (que incluia a contratação para um dos cartéis da Feira de Agosto) a Manuel Lupi...
A tradicional corrida de Domingo de Ramos na castiça praça da vila ribeirinha não registou ontem a habitual afluência de pública. Meia casita envergonhada para ver seis jovens cavaleiros de dinastia. Sinal da crise ou ainda falta de força de bilheteira dos filhos dos grandes toureiros?...
Bom comportamento e excelente apresentação dos toiros espanhóis de Herdeiros do Maestro António Ordoñez e lides agradáveis de todos os intervenientes, com destaque maior para Caetano. Actuaram ainda Brito Paes, João Telles Júnior, Manuel Lupi, Tomás Pinto e Salgueiro da Costa.
Pegaram os Amadores de Montemor e de Alcochete, tendo estes últimos uma vez mais saído em glória com um pegão histórico de Daniel Silva.

Fotos João Dinis

Ganadero Juan Pedro Domecq morre em acidente de automóvel


O famoso ganadero espanhol Juan Pedro Domecq Solís morreu hoje num brutal acidente de automóvel próximo de Sevilha, quando a sua viatura chocou de frente com um camion. O acidente ocorreu às 13h15 (hora portuguesa) na estrada de Higuera de la Sierra, muito próximo da finca (herdade) "Lo Álvaro", Sevilha, onde Juan Pedro se ia encontrar com o filho.
Proprietário da famosa ganadaria que tem o seu nome, Juan Pedro Domecq herdara-a de seu avô, Juan Pedro Domecq y Nuñez de Villavicencio, fundada em 1939.
Foi presidente de Unión de Criadores de Toros de Lidia entre 1984 e 1994, gostava de tourear no campo e praticar acoso e derriba, tendo ganho o campeonato da especialidade em Espanha em 1979.
Impulsionador e membro da Junta Directiva da Confederação de Associações Profissionais Taurinas , foi também autor do livro "Del toreo a la bravura", onde expôs as suas ideias como ganadero.
Tinha 68 anos, fora casado com Teresa Morenés e era pai de quatro filhos.

Foto Emílio Trigo/mundotoro.com

domingo, 17 de abril de 2011

Preso morreu esta madrugada na Casa do "Big Brother" do Linhó


Acabam de me telefonar do Linhó os meus amigos de prisão com quem vivi um ano de fins-de-semana. Consternados. O ambiente está horrível. Dou graças a Deus por já não ter apanhado um episódio assim. Hoje, ao início da madrugada, morreu no quarto 1 (ao lado do meu, que era o 2) um recluso que eu já não conheci. Tinha 50 e poucos anos, cumpria pena de fins-de-semana por conduzir com alcóol ou sem carta (não sabem ao certo), entrou no fim-de-semana seguinte a eu sair, era um tipo porreiro, chamavam-lhe "Elvis" (provavelmente pelas parecenças com Elvis) e esteve ontem todo o dia mal disposto, a vomitar. O seu estado piorou e às 20 para a 1 da manhã faleceu. Coisa horrível. Graças a Deus que não passei por isto.


Foto João Dinis