segunda-feira, 4 de julho de 2022

João Telles também na Feira de Palencia

Depois de nos últimos dias ter sido anunciado na Feira de El Puerto de Santa Maria, onde actuará a 7 de Agosto na corrida-estrela do ciclo ao lado dos matadores Manzanares, Juan Ortega e Pablo Aguado, o cavaleiro João Ribeiro Telles é também um dos toureiros que marca presença em Setembro na Feira de San Antolín em Palencia (cartaz em baixo).

O cavaleiro luso é o cabeça de cartaz da corrida de rejoneio, a 4 de Setembro, repartindo cartel com Lea Vicens e Guillermo Hermoso de Mendoza, frente a toiros da ganadaria de sua casa, Ribeiro Telles.

Duas presenças importantes de João Telles em duas grandes feiras de Espanha, depois de na semana passada ter saído triunfador de Zamora, onde cortou uma orelha.

Foto João Silva

"Juanito": tarde grande em Vila Franca!

Miguel Alvarenga - Não estive em Vila Franca ontem. Tive pena, pelo que depois me contaram. Não é, obviamente, uma crónica que aqui fica de uma corrida que não vi. São pedaços soltos, apenas, dos ecos que me chegaram.

"Foi uma verdadeira festa da Tauromaquia! Arte, valor, emoção e muita verdade. Tantas corridas 'históricas', tantas corridas 'foi bom'... e quando chegam momentos destes, faz-nos acreditar que tudo vale a pena e que ainda conseguimos ver algo assim... os toureiros com uma entrega e um querer ganhar, ganadeiros com produtos extraordinários e um público e um ambiente único!". Estas palavras são do empresário Ricardo Levesinho e, embora longe, em terras de Viseu, cheio de pena, repito, de não ter estado na "Palha Blanco", creio que espelham e resumem bem o que ontem à tarde se passou na praça de Vila Franca, no regresso do Colete Encarnado depois de dois anos de pandemia.

Outros ecos me chegaram. "Juanito" (fotos de cima) voltou em grande à praça da sua gloriosa encerrona em Outubro passado. Vila Franca aplaudiu-o como a um ídolo. E ele correspondeu às expectativas como um consagrado. É, continua a ser, indiscutivelmente, a nova estrela do toureio a pé de Portugal. E o toureiro que começa a arrastar público às praças.

Faena histórica, contam-me, ao primeiro toiro do seu lote, o "Piloto" de Murteira Grave, premiado com volta à arena do ganadeiro, outra vez lado-a-lado com "Juanito", como em Outubro do ano passado.

O segundo Grave de "Juanito" era mais complicado e ele deu-lhe a volta, demonstrando, contam-me, toda a arte de grande lidador - que o trouxe de novo para a ribalta.

Praça cheia, vitória do empresário, vitória, também, do público aficionado de Vila Franca. E mais que isso, prova provada de que, afinal, ainda há Toureiros que levam público às praças!

Daniel Luque também em grande. Duas voltas à arena no seu segundo toiro, depois de o primeiro não lhe ter dado grandes opções, ao que me relatam. É um toureiro em ebulição, vive um momento de muito esplendor, não me admira que tenha entusiasmado uma aficion tão exigente como a da "Palha Blanco".

E a cavalo, mais uma tarde de grande competição entre a dupla do momento. João Ribeiro Telles a reafirmar o momento alto que vive. Toureio de verdade frente aos dois exemplares de Canas Vigouroux, explosão maior no segundo com o "Ilusionista" naqueles ferros de parar corações.

E Francisco Palha enorme, contam-me e confirmo pelas fotos brilhantes de Pedro Batalha e da Maria João Mil-Homens. Uma boa actuação no primeiro toiro, uma lição de cátedra no segundo, com o seu toureio de emoção e alto risco, público em alvoroço nas bancadas, duas voltas à arena.

Parabéns também ao glorioso Grupo de Vila Franca. Quatro pegas grandes aos toiros de Canas Vigouroux, pelo cabo Vasco Pereira (à segunda), por Guilherme Dotti, Pedro Silva e David Moreira (grande Forcado, que se despediu), os três à primeira.

Corrida dirigida com o acerto usual por João Cantinho, assessorado pelo médico veterinário Jorge Moreira da Silva.

Que pena não ter estado em Vila Franca!

Fotos D.R., João Silva, Pedro Batalha e Maria Mil-Homens

Telles/Palha - a parelha do momento!


Dia 29: mais um "corridão" no Montijo!

Depois do sucesso do passado fim de semana taurino no Montijo, a Monumental "Amadeus Augusto dos Santos" abre novamente as suas portas no próximo dia 29 e Julho, às 22h00.

Uma imponente corrida de toiros irá homenagear e comemorar oficialmente os 35 anos de alternativa do cavaleiro Luís RouxinolEm praça irão estar os cavaleiros Luís Rouxinol, Rui Fernandes, Luís Rouxinol Jr. e o praticante Duarte Fernandes.


As pegas vão estar a cargo dos Amadores do Montijo e Cascais perante um curro de toiros de irrepreensível apresentação, com idade, peso e muito trapio da ganadaria Canas Vigouroux - com a particularidade de ser uma corrida completa de toiros jaboneros (brancos).


Não falta nada para ser uma corrida de toiros histórica, onde a presença de todos os aficionados é fundamental para o triunfo da Festa Brava!


Foto D.R.


Diogo Peseiro finalmente em Portugal!

Diogo Peseiro, que se apresenta na próxima quinta-feira em Madrid, na Monumental de Las Ventas, pela segunda vez, está à beira de uma boa surpresa em Portugal! Qual será a praça?!  Finalmente... 

Foto D.R.

Ontem, domingo: 11.984 leram o "Farpas"!

 

Visualizações
de páginas de hoje
3 153
Visualizações 
de página de ontem
11 984
Visualizações de páginas 
no último mês
468 364
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
36 615 387


Dia 21: vamos esgotar o Campo Pequeno!

Dia 23: toiros voltam ao Norte!


Próximo fim-de-semana: garraiadas em Pegões Velhos, Monsaraz e Alenquer




domingo, 3 de julho de 2022

Emiliano Gamero apresenta-se no Campo Pequeno na noite de 4 de Agosto

Miguel Alvarenga - Fui o primeiro a dizê-lo (e houve quem não gostasse...), depois de o ver num dos primeiros festivais da temporada no Redondo. O mexicano Emiliano Gamero não é melhor, nem pior, que os nossos cavaleiros - é diferente. E veio para fazer a Revolução, veio para sacudir os costumes e agitar uma Festa que parecia adormecida num triste e sempre-igual marasmo.

A História da Tauromaquia Nacional cruzou-se sempre, ao longo dos anos, com a História da Tauromaquia Mexicana. Gregório Garcia, nos anos 40, fez por cá a Revolução no toureio a pé. 

Depois, foram vários os cavaleiros e matadores mexicanos que aqui triunfaram e tiveram o seu cartel. Primeiro, Carlos Arruza, depois Eloy Cavazos, mais tarde Curro Rivera, Raul García, Manolo Arruza, "Armillita"César Pastor, Óscar San Román, o saudoso "El Pana" e outros.

Dos cavaleiros (de casaca e tricórnio, como os nossos) que por cá deixaram marcas, Gaston Santos foi o nome maior, com alternativa apadrinhada em Lisboa por Mestre Núncio. Depois, outros vieram. E triunfaram. Gerardo Trueba, Gaston Santos (filho), Carlos Arruza (filho), Rodrigo Santos. E agora Gamero. Que marca a diferença, não veste casaca, toureia trajado de charro, em homenagem aos seus costumes. A quem já parece que se renderam muitos daqueles que antes ainda alimentavam dúvidas.

Tudo isto, amigos meus, para vos informar que, anunciou-me esta manhã o Luis Miguel Pombeiro, Emiliano Gamero fará a sua apresentação no Campo Pequeno na Corrida do Emigrante, segunda da temporada lisboeta, na noite de 4 de Agosto, confirmando a alternativa. O contrato ficou ontem selado, depois do seu grande triunfo no Montijo.

Como aficionado (já fui mais, mas... ainda alimento esta paixão), como defensor da necessidade de coisas diferentes para que tudo isto não morra de repente no marasmo do sempre-igual, tenho que aplaudir e me congratular com a notícia. Venha Gamero! O público do Campo Pequeno vai viver uma noite de agitação e entusiasmo!

Foto D.R.

Praça cheia e grande corrida ontem no Montijo

Miguel Alvarenga - Aqui, a terras de Viseu, as de Viriato, onde me de delicio nuns dias (poucos, infelizmente) de descanso, chegaram-me ainda na noite de ontem os ecos de um triunfo importante de João Moura Caetano no Montijo, lide perfeita, daquelas com que este toureiro costuma impressionar, bordando o toureio. Não vi, tenho pena, mas quem me contou é amigo entendido, sabedor e imparcial.

Que me contou ainda que o resto é (pode ser mesmo) subjectivo e o importante foi que a corrida se saldou num grande espectáculo, acompanhado pelo entusiasmo do público - que encheu quase três quartos da lotação da Monumental em noite tradicional das Festas de São Pedro.

O resto, o que é subjectivo, tem a ver com outras estórias, costumeiras, quando há prémios em disputa. Luis Rouxinol Jr. esteve fantástico, com a entrega usual e foi seu o grande ferro da noite. Ganhou o troféu para a melhor lide, prémio que tinha o nome do grande José Samuel Lupi. Não houve propriamente grandes protestos, houve apenas estupefacção...

Moura Caetano não ganhou o prémio, ficou-se com os louros dos aplausos de um público entendido e que reconheceu a sua lide enorme. O mexicano Emiliano Gamero voltou a "revolucionar", chegou ao conclave com a força e a emoção do seu toureio-diferença. Conta-me o meu amigo que Gamero abandonou a praça no momento em que lá estavam todos os toureiros e forcados à espera de saber quem tinha ganho o troféu, pela simples razão de que não valia a pena ter ficado, já se sabia (ou imaginava) o desfecho da decisão do júri...

De resto, diz a minha fonte que o Maestro António Telles abriu a corrida com a sua arte costumeira; que o rejoneador espanhol Andrés Romero esteve superior diante do toiro mais complicado, o único com cinco anos, quando todos os outros tinham quatro (!); que António Telles (filho) teve também uma actuação enorme; e que Mara Pimenta andou regular. Os toiros de Varela Crujo proporcionaram um belíssimo espectáculo, o maioral da ganadaria deu volta à arena com Caetano no segundo e esse toiro foi "indultado" e voltou ao campo.

José Pedro Suissas, cabo dos Amadores do Montijo, ganhou o prémio para a melhor pega - e houve divisão de opiniões. Pelo mesmo grupo, pegou ainda João Paulo Damásio, à terceira. Pelos Amadores da Moita foram caras David Solo e Fábio Silva, ambos ao primeiro intento. E pelos da Tertúlia do Montijo pegaram Ruben Firmino à primeira e o cabo Luis Carrilho à segunda. O sétimo toiro foi pegado por João César, do grupo moitense, com elementos dos outros dois grupos nas ajudas.

Fábio Costa foi o director de corrida e o médico veterinário que ontem esteve também na Direcção de Corrida foi José Luis da Cruz.

Moral da história: acabem com essa coisa dos prémios, que isso só cria irritações e a coisa nunca há meio de bater certa...

Fotos D.R.

O peso dos toiros de Vigouroux e Grave para esta tarde na "Palha Blanco"

Tudo a postos em Vila Franca para a grande corrida mista desta tarde, com início às 18h00, pelas Festas do Colete Encarnado, com um cartel fabuloso e a lide de oito toiros, quatro de Canas Vigouroux para as lides equestres a cargo de João Telles e Francisco Palha e pegas pelos Amadores de Vila Franca; e quatro de Murteira Grave para Daniel Luque (que substitui António Ferrera) e "Juanito".

Os oito toiros já estão devidamente aprovados e pesados (foto de cima), o ambiente é grande e as expectativas apontam para uma enchente na "Palha Blanco".

Foto D.R. 

Ontem, sábado: 9.460 leram o "Farpas"

 

Visualizações
de páginas de hoje
4 930
Visualizações 
de página de ontem
9 460
Visualizações de páginas 
no último mês
468 364
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
36 605 180


Os toiros brancos de Aurélio Hernando para Rui Fernandes na 5ª feira na Feira de Teruel

Nas fotos de baixo, os seis toiros da ganadaria de Aurélio Hernando (quatro brancos!) para a corrida de rejoneio da Feira de Teruel na próxima quinta-feira, 7 de Julho, em que Rui Fernandes (foto de cima) é o cabeça de cartaz, alternando com Diego Ventura e Mário Pérez Langa.

Fotos D.R.






Dia 29: Academia da Guitarra Portuguesa e do Fado rende homenagem à memória de Tereza Tarouca


O futuro da festa hoje na Monumental do Montijo


sábado, 2 de julho de 2022

Esta madrugada: 4 jovens cavaleiros disputam triunfo na Garraiada da Sardinha Assada na "Palha Blanco"

Mais logo, na madrugada de sábado para domingo, às 2 da manhã, a "Palha Blanco" - Vila Franca de Xira - será palco da tradicional Garraiada da Sardinha Assada, um dos mais tradicionais - e sempre mais animados! - festejos da temporada portuguesa, que regressa após dois anos de pandemia que impediram a sua realização.

Quatro jovens cavaleiros amadores, Marco Santos, Luis Miguel Ferreira, Francisco Maldonado Cortes e o rejoneador espanhol Francisco Canales vão disputar o triunfo frente a novilhos-toiros da ganadaria Mata-o-Demo (que substituem os anunciados do Engº Jorge de Carvalho, como esta manhã informou a empresa Tauroleve, que serão pegados pelos Amadores de Vila Franca.

Uma madrugada que promete!

Fotos Fernando Clemente, Francisco Ramírez, @lobov_photographic e Tiago Caeiro 

Marco Santos

Luis Miguel Ferreira
Francisco Maldonado Cortes
Francisco Canales

António Ferrera (com covid) é substituído amanhã em Vila Franca por Daniel Luque

O matador de toiros António Ferrera não actuará na corrida de toiros que terá lugar amanhã em Vila Franca de Xira por ter acusado positivo num teste covid - conforme prova de atestado (em baixo) que enviou à empresa Tauroleve.

Regressado do Perú, onde actuou há dois dias, Ferrera toureava hoje em França, mas o agravar do seu estado obrigou a internamento imediato, o que impede as suas actuações nos próximos tempos.

 

Para o seu lugar, a empresa Tauroleve decidiu contratar o matador de toiros Daniel Luque, máxima figura mundial, com triunfos sucessivos nos grandes palcos, entre os quais na recente Feira de Abril em Sevilha, onde obteve uma apoteótica saída em ombros.


Assim, Daniel Luque repartirá cartel com "Juanito" frente a quatro toiros de Murteira Grave e a cavalo actuam, com quatro toiros de Canas Vigouroux, João Ribeiro Telles e Francisco Palha, estando as pegas a cargo dos Amadores de Vila Franca.

 

Em comunicado, a Tauroleve deseja as rápidas melhoras ao Maestro António Ferrera e agradece a disponibilidade e o querer estar do matador Daniel Luque.

 

Os bilhetes poderão ser adquiridos no locais habituais como também através do contacto 300 505 171 e pelo email bilheteira@tauroleve.pt


Foto D.R.

Revive-se a tradição: toiros e campinos amanhã pela Ponte Marechal Carmona em Vila Franca

Amanhã, domingo, 3 de Julho, o dia vai ser em grande em Vila Franca de Xira, onde decorrem as tradicionais Festas do Colete Encarnado - a celebrar o seu 90º aniversário.

Pelas 10h30, haverá a habitual espera de toiros, com uma novidade muito especial: recriando uma antiga tradição (foto de cima), os toiros e os campinos atravessarão a Ponte Marechal Carmona, desde a Lezíria até às ruas de Vila Franca.

Os mais velhos lembrar-se-ão, certamente, dos tempos em que a passagem dos toiros era efectuada desta forma, pela ponte - e esta é mais uma "prenda" para assinalar os 90 anos do Colete Encarnado, estando acauteladas todas as medidas de segurança para uma largada de toiros que se espera inolvidável.

Ao meio-dia é inaugurada a Rua Mário Coelho (antiga Rua Armando), que perpetuará para sempre a memória do inesquecível Toureiro vilafranquense. A concentração é no Largo Conde de Ferreira, junto ao busto do Maestro.

E pelas 18h00 tem lugar na praça "Palha Blanco" a tradicional corrida mista em que se vão lidar oito toiros (quatro de Canas Vigouroux para as lides a cavalo e quatro de Murteira Grave para as lides a pé). O cartel é de máxima categoria, com a parelha de cavaleiros do momento, João Ribeiro Telles e Francisco Palha, os forcados Amadores de Vila Franca e os matadores António Ferrera e "Juanito".

Hoje, na madrugada de sábado para domingo, às 02h00, realiza-se a tradicional garraiada da sardinha assada, em que se lidam quatro novilhos-toiros do Engº Jorge de Carvalho e actuam os cavaleiros amadores Marco Santos, Luis Miguel Ferreira, Francisco Maldonado Cortes e o rejoneador espanhol Francisco Canales, estando as pegas a cargo dos Amadores de Vila Franca.

Fotos D.R. e M. Alvarenga


António Ferrera e "Juanito" amanhã na "Palha Blanco"


Dois rondam os 600 quilos! Super-toiros de Varela Crujo esta noite na Monumental do Montijo!

Já estão aprovados e pesados os sete imponentes toiros da ganadaria Varela Crujo Herdeiros (fotos de baixo) para a grande Corrida Internacional das Festas de São Pedro que esta noite (22h00) se vai realizar na Monumental do Montijo (pesos em cima) - todos acima dos 500 quilos e alguns a rondar mesmo os 600 e a prometer uma noite de grandes emoções.

O cartel é composto pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, João Moura Caetano, o rejoneador espanhol Andrés Romero, o rejoneador mexicano Emiliano Gamero, Luis Rouxinol Jr. e os praticantes Mara Pimenta e António Telles (filho), estando as pegas a cargo dos grupos de forcados Amadores da MoitaAmadores da Tertúlia Tauromáquica do Montijo e Amadores do Montijo, respectivamente capitaneados por Pedro Raposo, Luis Carrilho e José Pedro Suissas.

Estão em disputa dois prémios para a melhor lide a cavalo (Prémio Município do Montijo) e para a melhor pega (Prémio Junta de Freguesia do Montijo).

Fotos Tiago Caeiro