quarta-feira, 20 de março de 2019

Pablo Casado, líder do PP, defendeu a tauromaquia ontem em Valência



Pablo Casado, presidente do Partido Popular espanhol, assistiu ontem numa barreira na praça de toiros de Valência à última corrida das Fallas, em que actuaram os matadores Finito de Córdoba, Román e Ginés Marín.
Em declarações ao canal Toros, o líder do PP referiu que "no dia em que governe a Espanha, garantirei que quem queira ir aos toiros possa ir com plena liberdade" e frisou que "há que defender a Festa nestes momentos em que há alcaldes (presidentes de autarquias) e políticos que querem proibir a liberdade de cada um", acrescentando:
"Eu defendo os toiros em nome da liberdade, porque dão muita riqueza e porque creio que temos que defender as tradições e a cultura de um país. Se os anti-taurinos soubessem que a Festa move 3 milhões de euros, não seriam tão críticos, nem faltariam à realidade dos números".
Já há dias também Santiago Abascal, líder do VOX, honrou a tauromaquia com a sua presença numa outra das corridas de Valência. Hoje mesmo, o Rei de Espanha e o ministro da Cultura enalteceram a arte tauromáquica no acto de entrega dos Prémios Nacionais 2017. E nós por cá, todos bem?... Onde andam os nossos políticos?...

Fotos Alberto de Jesús/mundotoro.com e cultoro.es


Rei de Espanha deseja rápida e plena recuperação a Enrique Ponce



"Todos vós estão aqui porque foram capazes de desenvolver com esforço, com paixão e com excelência o talento que os distingue. Em algumas disciplinas esse talento inclui, inclusive, um inegável risco e neste dia de hoje quero transmitir, em nome de todos, a nossa saudação e reconhecimento ao diestro Enrique Ponce, que não está aqui por ter sofrido uma grave colhida em Valência. Confiamos que recupere rápido e plenamente" - palavras de Sua Majestade, o Rei de Espanha, D. Felipi VI, no seu discurso desta manhã no Claustro do Museu Nacional do Prado, em Madrid, no acto de entrega dos Prémios Nacionais 2017, galardões com que todos os anos o Ministério da Cultura e Desportos distingue personalidaded do mundo da Cultura. O Prémio Nacional de Tauromaquia foi outorgado ao Maestro Enrique Ponce, que por se encontrar hospitalizado, não pôde estar presente.
Também o ministro da Cultura, José Guirao lamentou a ausência de Ponce, que considerou "uma das figuras mais importantes dos ruedos dos últimos anos" e desejou-lhe "uma pronta recuperação".

Fotos aplausos.es e Alberto de Jesús/mundotoro.com


Rui Bento deu ontem conferência no Clube Taurino de Badajoz



O matador de toiros, apoderado e empresário português, Rui Bento Vasques, foi o orador do segundo painel de conferências da Semana Pacense do Clube Taurino Extremeño de Badajoz, realizada ontem e que contou com a honrosa presença do alcalde da cidade fronteiriça, Francisco Javier Fragoso (na foto ao lado).
Rui Bento Vasques analisou a sua carreira nas arenas, falou sobre o seu relacionamento com a cidade de Badajoz e o seu projeto no Campo Pequeno.
Rui teve por companheiros de mesa Mateo Giralt, presidente do clube e Luis Sánchez Urbina, proprietário da ganadaria El Cierro, de Salamanca, residente em Badajoz.
Abordou também a sua  afinidade com Badajoz e a sua praça de touros, onde recebeu alternativa de matador dia 25 de junho de 1988, das mãos de José María Manzanares com o testemunho de Paco Ojeda. Referiu ainda a ligação da história da tauromaquia portuguesa à cidade de Badajoz.
O tema da gestão das Actividades Tauromáquicas da praça do Campo Pequeno ocupou grande parte desta sua exposição, sempre com um argumento franco e honesto sobre a realidade e a necessidade do envolvimento de todos os intervenientes da Festa para a evolução da tauromaquia.

Fotos D.R.

Roca Rey eleito triunfador das Fallas de Valência


Andrés Roca Rey foi eleito triunfador da Feira das Fallas em Valência, que ontem terminou, pelo júri da Diputacion, que acaba de anunciar os distinguidos.
Foram ainda premiados o matador Paco Ureña (melhor faena), o bandarilheiro José Chacón (da quadrilha de Sebastián Castella, como melhor subalterno), o novilheiro Borja Collado (melhor faena de novilheiro), o toiro "Horroroso" de Jandilla (melhor toiro) e a ganadaria Fuente Ymbro (melhor ganadaria).

Foto Arjona/aplausos.es



Zambujeira anuncia cartéis de Sousel e Santo António das Areias


O empresário José Luis Zambujeira anunciou os cartéis da tradicional corrida de segunda-feira de Páscoa, 21 de Abril, em Sousel e do festival de 27 de Abril em Santo António das Areias.
Na praça "Pedro Louceiro", em Sousel, actuarão os cavaleiros Marcelo Mendes, Cláudia e Verónica Cabaço e lidam-se toiros da Herdade de Camarate, estando ainda os forcados por definir.
No festival em Santo António das Areias o cartel é composto pelos cavaleiros Ana Batista, Manuel Telles Bastos, Miguel Moura, Salgueiro da Costa, David Gomes e o praticante Manuel de Oliveira. Pegam os grupos de forcados de Cascais, Ribatejo e Portalegre e lidam-se toiros de distintas ganadarias.

Foto Fernando Clemente


Suprema arte de Finito premiada com última orelha das Fallas


Finito de Córdoba, que entrou em Valência a substituir Emílio de Justo, passeou ontem pela arena a sua suprema arte e o seu imenso temple, chamaram-lhe "o último romântico" e no seu segundo toiro cortou uma orelha, a última das Fallas, depois de ter sido ovacionado no primeiro.
Román foi ovacionado nos dois toiros do seu lote e Ginés Marín foi silenciado no primeiro e ovacionado no segundo, com leve petição de orelha.
Lidaram-se toiros de Fuente Ymbro, bem apresentados e de escelente jogo, tendo o segundo sido premiado com volta ao ruedo.

Foto Arjona/aplausos.es


Ontem, 3ª feira: 13.402 leram o "Farpas"!


Visualizações de páginas de hoje
1 646
Visualizações de página de ontem
13 402
Visualizações de páginas no último mês
329 109
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
24 085 630

terça-feira, 19 de março de 2019

Lea Vicens em ombros esta manhã em Valência


A rejoneadora francesa Lea Vicens saíu esta manhã em ombros no final da corrida de rejoneio das Fallas de Valência, depois de cortar as duas orelhas ao último toiro, da ganadaria de Bohórquez, mesmo na recta final de um festejo onde pouco se passara.
Sérgio Galán, aparatosamente colhido no primeiro toiro, felizmente sem consequências, foi aplaudido no final das duas lides e Leonardo Hernández foi silenciado nos dois toiros.
Lea, que fora silenciada no seu primeiro toiro, salvou o festejo no último.

Foto Arjona/aplausos.es


Manuel Gonçalves faria hoje 87 anos


Manuel Gonçalves completaria hoje, Dia do Pai, 87 anos.
O mais emblemático dos empresários tauromáquicos nacionais da segunda metade do século passado morreu há nove anos, vítima de uma queda em sua casa em Mizarela, na Guarda - aldeia onde nasceu e onde está sepultado.
Recordamo-lo com saudade.

Foto D.R.


Matadores portugueses reclamam confirmação das alternativas em Madrid



Associação Nacional de Toureiros reclama espaço para matadores lusos em Las Ventas

Portugal sempre foi e continua a ser berço de grandes toureiros. Actualmente, a afición portuguesa vive um momento de grande vitalidade e de união em defesa da tauromaquia. Isso faz-se notar pela crescente adesão de público às praças de todo o país. Uma paixão que leva a grande parte dos aficionados a manifestarem-se pelo ressurgimento do toureio a pé, nomeadamente dos matadores de toiros portugueses.
Esperam ansiosamente pela oportunidade de verem António João Ferreira, Nuno Casquinha, Manuel Dias Gomes e Joaquim Ribeiro "Cuqui" confirmarem as respectivas alternativas de matador de toiros na Monumental de las Ventas.
É por isso que a ANDT - Associação Nacional de Toureiros reclama "uma oportunidade, que deveria ser um direito, para qualquer matador de alternativa. Simón Casas, gerente da Monumental de Las Ventas, de Madrid, defensor máximo da internacionalidade da Festa, deveria contemplar os matadores de toiros portugueses na temporada de Madrid".
"Somos parte integrante dessa internacionalidade e necessitamos de ter uma comunhão com as outras nações taurinas, no que diz respeito ao toureio a pé. Reclamamos, assim, essa oportunidade aos nossos matadores de toiros, para que Portugal volte a ter entusiasmo a seguir os seus toureiros pelo mundo taurino", afirma em comunicado a Associação Nacional de Toureiros.

Fotos D.R.

Enrique Ponce transferido para Madrid para ser operado ao joelho



Enrique Ponce passou a noite com fortes dores, segundo Victoriano Valência, seu sogro e apoderado, em declarações ao site aplausos.es.
O Maestro está internado no Hospital Casa de la Salud, em Valência, depois da cornada que sofreu ontem na praça local quando lidava o seu segundo toiro e deverá ser transferido hoje para Madrid a fim de ser operado ao joelho pelo Dr. Ángel Villamor, reconhecido traumatólogo e que já o acompanhou em outros momentos.
Segundo o referido site, está neste momento a ser preparada uma ambulância que transportará Enrique Ponce para a capital espanhola para ser operado à grave lesão que sofreu no joelho. O toureiro sofreu ainda uma cornada na coxa esquerda, tendo sido ontem mesmo operado na enfermaria da praça de toiros de Valência.
"Enrique quer ser operado quanto antes, não há outro remédio. O Dr. Villamor analisará todos os exames que lhe foram feitos em Valência e assim poderá tomar uma decisão", afirma Victoriano Valência.
No TAC a que foi submetido no Hospital de Valência foi detectada "uma fractura óssea da meseta tibial e além disso tem um joelho partido", acrescenta o apoderado. Ponce sofreu ainda rotura do ligamento lateral interno e rotura do ligamento cruzado, causados pela forma como caíu na arena depois da cornada na coxa esquerda.
"Tem o joelho desfeito", acrescenta Victorino Valência, que teme que a recuperação não dure apenas dois meses, mas que possa mesmo pôr em causa toda a temporada ao famoso matador.

Fotos Arjona/aplausos.es e Alberto de Jesús/mundotoro.com

Sérgio Galán aparatosamente colhido em Valência


Última Hora - O rejoneador espanhol Sérgio Galán sofreu uma aparatosa queda quando lidava o primeiro toiro da ganadaria de Fermín Bohórquez na corrida matinal de rejoneio, que está a decorrer hoje em Valência, penúltimo espectáculo das Fallas.
Actuam ainda Leonardo Hernández e Lea Vicens.

Foto Alberto de Jesús/mundotoro.com



Ventura e "Dólar" incendiaram Valência!



Diego Ventura e o seu fantástico cavalo "Dólar" (sem cabeçada) incendiaram ontem Valência na penúltima corrida das Fallas, onde o rejoneador foi protagonista de duas lides memoráveis, cortando uma orelha ao segundo toiro e perdendo as duas no primeiro por ter pinchado a matar.
Presença importante de Diego Ventura em Valência, a duas semanas de se apresentar em Alcochete (dia 30) no Festival de homenagem à memória de Fernando Quintella.
A corrida de ontem, como aqui noticiámos, ficou marcada pela colhida de Enrique Ponce no quinto toiro da tarde, depois de o Maestro ter cortado uma orelha ao seu primeiro. Toñete foi silenciado nos dois toiros do seu lote e no terceiro, que lidou por colhida de Ponce.
Ventura enfrentou dois toiros de Los Espartales e os matadores lidaram exemplares das ganadarias de Olga Jiménez e Parladé (terceiro da ordem).

Fotos Arjona/@Diego Ventura oficial


México: Pablo Hermoso, Joselito Adame e Diego Silveti em ombros em Toluca

Os três em ombros
Pablo Hermoso cortou as duas orelhas ao seu primeiro toiro


Pablo Hermoso de Mendoza cortou ontem as duas orelhas ao seu primeiro toiro e foi ovacionado no segundo, na corrida mista que se realizou em Lienzo Charro (Toluca, México).
O rejoneador navarro saíu em ombros com os matadores Joselito Adame (ovação e duas orelhas) e Diego Silveti (duas orelhas e silêncio). O novilheiro Marcos Bastida, que enfrentou um novilho de Huichapan, foi silenciado.
Lidaram-se toiros das ganadarias de Fernando de la Mora, Bernaldo de Quirós, García Méndez e Santa Bárbara.

Fotos Juan Andrés H. Mendoza/Farpas

Roca Rey dá rosto à campanha promocional da Feira de Sevilha



Roca Rey é o rosto da campanha publicitária da Feira de Abril de Sevilha

“A tourada é música para os olhos da alma e para os ouvidos do coração”, escreveu José Bergamín na sua obra “A música silenciosa das touradas” e é precisamente essa música que envolve o vídeo promocional da Feira de Abril de 2019 e que tem o matador de toiros peruano Andrés Roca Rey como personagem principal.
Este trabalho recupera o slogan "Discover art", que já marcou em 2017 a promoção da Feira de Sevilha, quando se misturou a arte tauromáquica  com a pintura através da figura de Morante de la Puebla, que percorria os salões do Museu de Belas Artes de Sevilha. Este ano, continuam a aprofundar-se as conexões culturais das corridas de toiros e Roca Rey surge no Teatro Maestranza em perfeita sintonia com a música clássica.
A música "Storm" de "As Quatro Estações" por Vivaldi , interpretada pela jovem violoncelista Andrea Villalba Lopez, inspira o toureiro Roca Rey para tourear no palco de um teatro de ópera. O resultado é um vídeo promocional que surpreende com sua estética e vai além dos cânones da tauromaquia para chegar ao espectador.
Tudo isso resultou num vídeo para a televisão e internet e uma imagem que já tomou conta das ruas de Sevilla em diversos meios de comunicação, em painéis digitais de publicidade, quiosques, estações de metro, aeroporto, autocarros, eléctricos, entre outros. Uma campanha projectada e fabricada para a empresa Pagés pela Toromedia Comunicação e Contra Texto , com a colaboração da Producciones El Populo na parte audiovisual.
Veja o vídeo promocional: https://vimeo.com/324948073

Fotos D.R.


GFA de Arronches treina no sábado em São Vicente e Ventosa



No sábado: Festa Campera do GFA do ABV de Alcochete no Centro Equestre António Ribeiro Telles em Coruche



Veja a triunfal corrida de Santarém no canal Campo Pequeno TV



Já pode ver no canal Campo Pequeno TV a corrida que no domingo passado ressuscitou a Monumental de Santarém, a que assistiram cerca de 10 mil espectadores.
Uma reportagem de José Cáceres de uma tarde inesquecível.
Assista à promo: https://vimeo.com/325064794

Foto Maria Mil-Homens


Irmãos Ribeiro Telles e Forcados Lusitanos actuaram há 32 anos em Madrid

Francisco Costa comandava os Amadores Lusitanos quando há 32 anos
o grupo pegou pela última vez na Monumental de Madrid
Os Forcados Lusitanos junto à estátua de António Bienvenida em Las Ventas
João e António Ribeiro Telles (que nessa tarde debutava em Las Ventas)
actuaram há 32 anos na Monumental de Madrid

Os irmãos João e António Ribeiro Telles actuaram há 32 anos na Monumental de Madrid e essa foi a última vez que os Forcados Lusitanos pegaram em Las Ventas. Recordamos a efeméride

Dia do Pai, 19 de Março de 1987, passam hoje 32 anos.
"Enorme corrida hispano-lusa del arte del rejoneo", assim se anunciava nos cartazes (ao lado) o espectáculo que nessa tarde tinha lugar na Monumental de las Ventas, em Madrid, a praça mais importante do mundo.
Uma corrida - e um cartaz - recheada de interessantes pormenores. António Ribeiro Telles fazia a sua estreia em Madrid, acompanhado por seu irmão João, que já tinha saído em ombros dessa praça. Debutava também em Las Ventas o saudoso rejoneador Ginés Cartagena e o cabeça de cartaz era Curro Bedoya. O sobressalente era o então novilheiro Paco Duarte. Pegavam pela última vez em Madrid os Forcados Amadores Lusitanos, sob o comando de Francisco Costa. E lidava-se um (duríssimo) curro de toiros da ganadaria portuguesa de José Infante da Câmara.
Foi uma tarde dura e difícil para os portugueses. Apesar de terem encantado a aficion madrilena com a arte e a classe do seu toureio, três cavalos dos Ribeiro Telles sofreram cornadas (nenhuma de grande gravidade, felizmente). E o forcado tomarense José Brito sofreu uma grave cornada e uma lesão no pâncreas, sendo operado na enfermaria de Las Ventas e transportado depois para o Hospital de San Bernardo, na capital espanhola, onde esteve internado durante uma semana.
"Foi uma corrida dura, mas onde os portugueses, tanto os cavaleiros como os forcados, deixaram bem vincada a nossa arte e a nossa tauromaquia", recorda Francisco Costa trinta e dois anos depois.

Fotos D.R., M. Alvarenga e Emílio de Jesus



João Bonneville Franco - Presente!

João Franco em Santarém ao lado do lendário cabo dos Forcados Amadores
de Santarém, Ricardo Rhodes Sérgio, nos anos 60
Uma grande primeira ajuda de João Franco a Manuel Pires de Lima. Em baixo, o
saudoso forcado ao lado do então cabo dos Amadores de Santarém, José Manuel
Souto Barreiros

Na hora da despedida, uma última homenagem a João Bonneville Franco, um dos grandes primeiros ajudas do Grupo de Forcados de Santarém, arte em que foi também um dos maiores da sua geração - e de sempre.
O corpo do saudoso forcado, fundador dos Amadores de Évora e que integrou também o famoso grupo Os Saltimbancos, estará hoje a partir das 11 horas na Igreja de São Mamede, em Lisbos, onde às 14 horas será celebrada uma missa, seguindo-se as cerimónias fúnebres (cremação).
João Franco morreu na sexta-feira no Hospital de Santa Maria, após prolongada doença que combateu nos últimos anos com a maior das dignidades e uma tremenda fé.
Que em paz descanse.

Fotos D.R.


Famosos no domingo na Monumental de Santarém

Momentos da homenagem ao Maestro Moura pelos seus 40 anos de alternativa
Paulo Vacas de Carvalho
Emídio Pinto, Manuel Paim e Joaquim Grave
Jorge Ortigão Costa
Dr. Nuno Belchiorinho e Gilberto Filipe
Rui Palma
Manuela Redondo
Francisco Parreira, Nelson Limas e Duarte Alegrete
Benito Moura, Mafalda Livramento e João Soller Garcia com a namorada
Graça Cardoso e Concha Rodríguez
Guadalupe Caldeira
Rui Fernandes e a filha Lupita
Gonçalo D'Ornellas e Filipe Gonçalves
João Ribeiro Telles, José Romeiras e António R. Telles (filho)
Miguel Moura, João Moura Jr. e Luis Bissaya Barreto
José Miguel, José e Margarida Prates
António Prates
Carlos Ferreira
Francisco Palha, Francisco "Chalana", Rafael Vilhais e Vasco Taborda
Engº Jorge de Carvalho e sua Mulher
Mário Poejo e Joaquim Alves de Andrade
Carlos Empis, Catarina Bexiga e João Queiroz
Nico e Mariquita Palha, Drs. Helena e Vasco Lucas
Manuel Jacinto
Mário Matos e Rui Bento com sua filha
Brinde de Francisco Palha aos elementos da Associação Praça Maior
Rui Levesinho
Mara Pimenta
Rafael Vilhais
A deputada centrista Patrícia Fonseca
António Telles Bastos e João Ribeiro "Curro"
Luis Rouxinol Jr. e Luis Rouxinol
Joaquim Tapada
Manuel Andrade Guerra
Francisco Morgado e António Lúcio
Mário e Joana Mil-Homens
Fernando de Andrade Salgueiro
Simão Neves
Mila Loureiro
João Ramalho
Orlando Vicente e Ana Batista
Praça Maior - a hora de reerguer a Monumental de Santarém!
Forcados Amadores de Vila Franca de Xira
João Simões e Hélia Costa com seu filho
O novo director de corrida Marco Cardoso ladeado pelo agente da autoridade,
pelo Dr. Luis da Cruz e pelo cornetim José Henriques
Vanda Castel-Branco
António Francisco da Veiga Teixeira e seu filho
Os campinos
"Somos Aficionados - Viva Portugal!"
Francisco Palha
Fernando Clemente
José Peseiro
Fátima Peseiro
Manuel Paim
Antigas glórias do Grupo de Forcados de Vila Franca
Rui Oliveira e Drª Paula Mattamouros Resende
João Moura Jr., Mateus Prieto e Paulo Pessoa de Carvalho
Carlos Veiga
Francisco Zenkl
Isabel Palha Figueiredo e seu filho
A viúva e as filhas do saudoso forcado João Bonneville Franco
Entre outros, Pedro Figueiredo (Graciosa), José Luis Gomes, Manuel Gama e
Margarida Câmara Pereira

Fotos Maria Mil-Homens