domingo, 25 de junho de 2017

As fotos do mano-a-mano Adame/Garrido ontem em Badajoz

José Garrido e Joselito Adame em ombros ontem no final da corrida em Badajoz
Foto cortesia Hugo Calado/toureio.pt
Mano-a-mano de Garrido e Adame arrastou ontem pouco público à Monumental
de Badajoz
... Um quarto de casa (nem isso...) naquela que costumava ser a data
forte da Feira, o dia de San Juan...
Primeira figura do México, Joselito Adame foi ontem o triunfador do mano-a-mano
em Badajoz, em que se lidaram toiros de El Torreón de muito maior qualidade do
que os que sairam à arena de Badajoz nas duas corridas anteriores. O toureiro
azteca foi ovacionado no seu primeiro toiro, cortou uma orelha ao segundo e as
duas ao terceiro
José Garrido esteve aguerrido, sofreu aparatosa colhida no primeiro toiro (ver
sequência na publicação anterior), mas andou ontem uns pontos abaixo do
mexicano Joselito Adame... Cortou uma orelha ao primeiro toiro do seu lote, foi
ovacionado no segundo e voltou a obter uma orelha no terceiro. Um dos seus
picadores por pouco não foi derrubado (fotos em cima)

Fotos Maria Mil-Homens

Sequência da impressionante colhida de José Garrido ontem em Badajoz



Impressionante sequência de Maria João Mil-Homens da aparatosa colhida sofrida ontem em Badajoz pelo matador espanhol José Garrido na tarde em que actuava mano-a-mano com o mexicano Joselito Adame, que esteve superior.
O acidente ocorreu logo no primeiro toiro do lote de José Garrido, segundo toiro da corrida, quando o matador toureava por "manoletinas" e felizmente tudo não passou de um grande susto. Garrido prosseguiu a sua actuação e cortou uma orelha a este toiro, sendo depois ovacionado no seu segundo e cortado novamente uma orelha ao terceiro, o que lhe permitiu sair em ombros com o mexicano Joselito Adame, que foi o maior triunfador da corrida, sendo ovacionado no primeiro do seu lote, cortado uma orelha ao segundo e as duas ao terceiro.
Os toiros de El Torreón foram os melhores que sairam na Feira de Badajoz, a praça é que registou a mais fraca entrada de público, apenas um quarto de casa.
Mais logo, não perca todas as fotos de Maria João Mil-Homens.

Fotos Maria Mil-Homens

Amanhã não perca: grande entrevista de Pablo Hermoso nas vésperas da sua actuação em Évora



Amanhã, não perca, aqui no "Farpas", a grande entrevista de Miguel Alvarenga a Pablo Hermoso de Mendoza, a escassos dias da sua primeira apresentação nesta temporada em Portugal, já na próxima sexta-feira, dia 30, em Évora (cartaz ao lado), depois do triunfo apoteótico desta manhã em Istres (França), onde cortou cinco orelhas e um rabo e saíu triunfalmente em ombros com Lea Vicens, com quem actuava mano-a-mano.
O respeito pela entendida e exigente aficion eborense; o peso de actuar ao lado do seu mestre, João Moura; o entusiasmo da competição com um jovem que está a consagrar-se como figura, João Telles; a admiração pelo arrojo e a valentia dos Forcados de Évora e dos forcados em geral; o prestígio da ganadaria Passanha - temas a abordar por Pablo Hermoso de Mendoza na entrevista que amanhã ninguém vai poder perder aqui no "Farpas"!

Foto Emílio de Jesus

Próximo sábado, 1 de Julho: todos os caminhos vão dar a Monforte!



Próximo domingo, 2 de Julho, Padilla em V. Franca! Veja-o ao menos uma vez na vida!



Câmara do Cartaxo disponibiliza transporte gratuito para os aficionados virem 5ª feira ao Campo Pequeno



A Câmara Municipal do Cartaxo disponibiliza transporte gratuito a todos os aficionados da terra que na próxima quinta-feira, dia 29, queiram ir ao Campo Pequeno apoiar os cavaleiros locais Manuel Jorge de Oliveira (que regressa por uma noite às arenas para comemorar os seus 40 anos de alternativa) e Parreirita Cigano (que receberá a alternativa).
As inscrições para vir a Lisboa deverão ser feiras até às 17h30 da próxima terça-feira, dia 27, em todas as Juntas de Freguesia do concelho e na recepção da Câmara Municipal do Cartaxo.
A autarquia apenas oferece o transporte, os interessados terão que adquirir o seu bilhete.

António Prates "armou um taco" ontem em Arronches!

António Prates deu ontem um importante toque de atenção obtendo um triunfo
fantástico em Arronches. Senhores empresários, o toureio a cavalo tem uma
nova estrela em ascendência!


"Cuidado com o menino Prates, que ontem armou um verdadeiro taco em Arronches!" - diz-nos Hugo Teixeira, que mais logo vai contar aqui o alvoroço que se viveu a noite passada na praça alentejana (com muito público nas bancadas) com as duas magistrais actuações do jovem cavaleiro praticante António Prates, sobretudo a última, naquela que foi a sua primeira grande prova de fogo, lidando dois toiros de casaca numa corrida formal, depois da prova de praticante que tirou na temporada passada.
Mais significado tem o êxito estrondoso de Prates ontem em Arronches, vencendo meritoriamente - sem um único protesto, com o público todo unânime em reconhecer a justiça da atribuição do troféu - o prémio que estava em disputa para a melhor lide, em noite de competição com o imparável Luis Rouxinol (muito bem no seu segundo toiro) e com João Maria Branco (muito bem montado, mas algo precipitado, a acusar a falta de corridas e de continuidade).
Venceram o Concurso de Ganadarias os toiros de Romão Tenório (bravura) e Monte Cadema, Lampreia (apresentação). Os restantes, de David R. Telles (um toirão com cerca de 700 quilos, não anunciados, que espalhou emoção na arena), Vale Sorraia e Nuno Casquinha, que deram bom jogo. Destoou apenas, sobretudo em termos de apresentação, o toiro do Engº Luis Rocha, com pouco mais de 400 quilos.
Luis Aranha, dos Forcados Amadores de Monforte, ganhou com justiça o troféu para a melhor pega, em noite de rijas e duras intervenções na pequena arena de Arronches destes e dos Amadores de Arronches, tendo saído lesionado no primeiro toiro o cabo Manuel Cardoso.
Desta corrida, bem dirigida por Marco Gomes, vamos contar mais logo todos os pormenores com a análise detalhada de Hugo Teixeira e as fotos de Maria João Mil-Homens. Esteja atento.

Fotos porta dos sustos e Maria Mil-Homens


6 imponentes toiros de Ascensão Vaz para a encerrona de Sónia na Nazaré



Serão da prestigiada ganadaria Ascensão Vaz - "um curro imponente", segundo o apoderado António Nunes - os seis toiros que a cavaleira Sónia Matias vai enfrentar na noite de 5 de Agosto na praça da Nazaré, entrando na História como a primeira cavaleira a cometar tal proeza.
Sónia Matias utilizará, segundo António Nunes, 12 cavalos para lidar sózinha os 6 toiros.

Foto Tiago Sousa Dias/Vidas/CM

5ª feira em Lisboa: mais uma Grande Noite! A alternativa de Parreirita e os 40 anos de alternativa de Manuel J. Oliveira



Depois da apoteose de hoje em Istres: Pablo Hermoso na 6ª feira em Évora!


Foto Juan Andrés H. Mendoza/Farpas

Momentos da apoteose de Pablo Hermoso hoje em Istres

Pablo esta manhã em Istres com o "Deco"
O poderio e a raça do cavalo "Disparate"
Com o fantástico cavalo "Disparate"
Um adorno com o "Nevado"
Com o cavalo "Nevado", uma das novas estrelas da quadra
Pablo cortou esta manhã em Istres uma orelha no primeiro toiro (foto), duas no
segundo e duas e rabo no terceiro
O reconhecimento e as felicitações do Maestro Ángel Peralta
Volta ao ruedo com o maioral das ganadarias de "Niño de la Capea" e, em baixo,
a apoteótica saída em ombros esta manhã em Istres com Lea Vicens

Momentos da manahã apoteótica de Pablo Hermoso de Mendoza hoje na praça francesa de Istres, onde cortou cinco orelhas e um rabo e saíu triunfalmente em ombros com a rejoneadora francesa Lea Vicens, que obteve idênticos troféus e indultou o último toiro da corrida.
Lidaram-se belíssimos toiros das ganadarias do antigo matador Pedro Gutiérrez Moya "Niño de la Capea", três da divisa El Capea e três de Carmen Lorenzo.
Pablo Hermoso deu volta com o maioral da ganadaria El Capea e outra com o próprio "Niño de la Capea" e foi efusivamente aplaudido pelo Maestro Ángel Peralta, que o felicitou quando dava a volta ao ruedo.
Curiosamente, Pablo Hermoso de Mendoza - que na próxima sexta-feira, dia 30, actuará em Évora - tem obtido notáveis triunfos em França no início desta campanha europeia, nomeadamente em Nimes e agora em Istres, ao passo que nas corridas em que tem participado em Espanha o contador ainda está a zeros, isto é, não obteve ainda orelhas.

Fotos Juan Andrés H. Mendoza/Farpas