quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Outubro em grande no Campo Pequeno: Cerveja e depois Vinhos!




Campo Pequeno: tudo a postos para a grande corrida desta noite



Já se encontram nos currais da praça do Campo Pequeno e dentro de momentos já mostraremos as fotos, os toiros das ganadarias de Vinhas (lide a cavalo) e Varela Crujo (lide a pé) para a grande corrida desta noite - que será uma das de maior ambiente deste ano em Lisboa.
Na praça estão já também os cavalos de João Moura Caetano.
O cartel é formado pelos cavaleiros Moura Caetano e Duarte Pintos, dois grandes triunfadores desta temporada na capital, pelos forcados de Santarém e Montemor e pelo histórico matador espanhol Juan José Padilla, que se despede hoje do público português.
A corrida será dirigida por Manuel Gama, assessorado pelo médico veterinário Dr. Jorge Moreira da Silva.
Na praça estão já afixados os cartazes da última corrida da temporada (ao lado), a Gala de 11 de Outubro com elenco formado pelos cavaleiros António Telles, Rui Salvador, Rui Fernandes, Francisco Palha (o grande triunfador de 2018), Marcelo Mendes e Miguel Moura, forcados de Lisboa e Aposento do Barrete Verde de Alcochete e toiros de Passanha.

Fotos M. Alvarenga

Filipe Martinho ganha troféu da melhor faena em La Algaba


Filipe Martinho, jovem novilheiro da Escola de Toureio e Tauromaquia da Moita, foi galardoado com o importante troféu de absoluto triunfador, pela melhor faena, da Feira de Novilhadas em La Algaba (Sevilha).
Uma honra para o toureio português.

Foto Álvaro Pastor Torres

Campo Pequeno em grande! Os próximos Concertos





Manuel Couto conta: por que se formou e que forcados compõem a Selecção de Jogadores do CRE que dia 28 vai pegar em Évora



O Clube de Rugby de Évora volta a formar um grupo de forcados para participar na segunda corrida que organiza em parceria com a empresa Toiros & Tauromaquia e que se vai realizar de amanhã a oito dias, na próxima sexta-feira, dia 28, na praça de toiros de Évora. Manuel Couto, presidente da direcção do CRE e antigo forcado do Grupo de Montemor, conta-nos os porquês da formação desse grupo e revela quem são os forcados que o vão integrar 

"Agradecendo, desde já, o interesse manifestado pelo 'Farpas' neste evento tauromáquico que, pelo segundo ano consecutivo, o CRE, em parceria com a Toiros & Tauromaquia, decidiu promover, apraz-me transmitir as razões subjacentes ao mesmo", começa por nos dizer Manuel Couto, para passar a explicar:
"Por alturas da fundação do Clube de Rugby de Évora, há precisamenet 24 anos, foi levado a cabo pelo Clube um Festival Tauromáquico em homenagem à memória de João Nuno Patinhas (filho do também saudoso João Patinhas, cabo fundador do Grupo de Forcados de Évora, que falecera num acidente de moto), ao qual, de forma trágica e precose, o destino tinha ceifado a vida muito recentemente. João Nuno tinha dois grandes 'amores': o Rugby, tendo sido e era à data, um extraordinário jogador do CRE; e os Forcados, sendo ao tempo distinto e mui valoroso elemento do GFA de Évora".
E acrescenta:
"Por estas razões, nós, CRE, grandes amigos, companheiros cúmplices, pesarosos com o seu trágico desaparecimento, decidimos homenageá-lo dessa forma. A homenagem passou também por termos deixado as pegas desse Festival a cargo do GFA de Évora, grupo do coração do João Nuno, e de uma Selecção de Forcados, todos eles jogadores do CRE mas, acima de tudo, grandes amigos e admiradores daquele carismático ser humano, o nosso muito querido João Nuno (saudades!)".
E explica Manuel Couto:
"Foi, e aqui vai a explicação, esta a razão primordial que levou o CRE, esta ano, a reeditar, desta vez numa corrida formal, uma Selecção de Forcados de antigos e actuais jogadores do CRE. Esta selecção repartirá as pegas, no próximo dia 28, tal como há 24 anos, com o Grupo de Forcados Amadores de Évora, capitaneado por João Pedro Oliveira, também ele ex-jogador do CRE e filho de João Pedro Oliveira, outro antigo jogador e que era, à data do referido Festival, o cabo deste mesmo grupo. Ambiciona o CRE, com esta iniciativa, dar oportunidade a que forcados que honram diferentes jaquetas possam estar unidos pelos valores da amizade, entre-ajuda e espírito de sacrifício... valores que norteiam de igual forma o Rugby e os Forcados. Estes valores, que tantas vezes exibiram em grupo, na defesa do nosso CRE e que vão novamente poder fazê-lo em conjunto, no próximo dia 28, desta vez na Arena de Évora".
E aqui vão os nomes que compõem a Selecção de Forcados do CRE para a corrida do próximo dia 28 em Évora:
"Por saber que é um motivo de interesse e para que todos possam constatar o 'ecletismo das jaquetas' que sempre foi apanágio do Clube de Rugby de Évora, deixo de seguida aos aficionados a constituição desta Selecção de Forcados:
- GFA de Santarém - Pedro Cabral, Luis Assis, António Fernandes, João Torres Rosado, Filipe Almeida, Rui Cabral e Miguel Navalhinhas.
- GFA de Montemor - António Vacas de Carvalho, Nuno Raimundo, Francisco Borges, Manuel Ramalho, Joaquim Borges, Pedro Santos, João Pedro Pereira.
- GFA de Lisboa - Francisco Mendonça Mira, Gonçalo Souto Patrício e David Vaqueirinho.
- GFA de Évora - Luis Malanho, Armando Raimundo, Pedro Barradas, Vasco Costa, António Alfacinha, Nuno Lobo, Alexandre Lobo, Gonçalo Mira, João Rodrigues, Pedro Oliveira, Guilherme Oliveira, Diogo Cabral, Ricardo Cabral, Gonçalo Branquinho e Luis Engeitado.
- GFA de Vila Franca - João Maria Santos.
- GFA de São Manços - Diogo Rorigues.
- RGFA de Moura - José Marques.
- GFA do Aposento da Chamusca - Pedro Coelho dos Reis.
Cá vos esperamos a todos no dia 28 de Setembro!".

Fotos D.R./@Manuel Couto/Facebook

Adeus, Toureiro! Adeus, Herói!



Miguel Alvarenga - Juan José Padilla não é apenas um grande Toureiro. É uma lenda. Um Herói. Um exemplo de sobrevivência, de esperança, de tenacidade e de fé.
Tive a honra (não esqueço) de o conhecer melhor quando em 2016 jantámos no Campo Pequeno para lhe entregar o Troféu "Farpas/Volapié" como triunfador dessa temporada e impressionou-me a sua humildade, a sua simplicidade, a forma única com que está na vida e no toureio.
Esta noite, outra vez no Campo Pequeno, fecha-se um ciclo, vira-se uma página. No ano em que se retira das arenas, Padilla vem a Lisboa despedir-se do público que fez dele um ídolo e o aclamou, nas duas últimas temporadas, em três apoteóticas saídas em ombros pela porta grande.
Lá estaremos todos. Adeus, Toureiro! Adeus, Herói!

Fotos D.R., Frederico Henriques e Maria Mil-Homens

Grande Corrida "Olé!": Marcos Bastinhas comemora 10 anos de alternativa este sábado em Elvas

Depois de amanhã, sábado, Marcos Bastinhas comemora os seus 10 anos
de alternativa na Grande Corrida do Jornal "Olé!" em Elvas - uma noite que
vai marcar esta temporada 
3 de Junho de 2000, na noite da sua estreia em público na praça
de toiros da Terrugem. Com seu pai, Joaquim Bastinhas, o
apoderado Rogério Amaro e o saudoso Sebastião Tenório, seu
recordado avô

Marcos Bastinhas comemora 10 anos de alternativa já este sábado em Elvas na grande corrida do jornal "Olé!", com o mesmo cartel do seu doutoramento em 2008 no Campo Pequeno, actuando ao lado de Paulo Caetano, de seu pai, Joaquim Bastinhas e de João Moura Caetano. Uma corrida que promete marcar esta temporada e que ninguém pode perder!

Nasceu a 1 de Junho de 1986, em Portalegre, no entanto pelas suas raízes familiares ancestrais, desde sempre considerou Elvas como sendo a cidade natal. Vivendo e crescendo no seio de uma família com grandes tradições taurinas - filho de Joaquim Manuel Carvalho Tenório, Bastinhas para o grande público e de Maria Helena Gonçalves Nabeiro Tenório, sendo também neto do saudoso Sebastião Tenorio, desde muito jovem Marcos teve uma vivência a diário com o campo, o cavalo e o toiro. Começou a montar por volta dos cinco anos de idade, sendo sua intenção, desde muito cedo, seguir as pisadas do seu pai no mundo da tauromaquia. Frequentou o Colégio Luso-Britânico de Elvas, ingressando mais tarde na Escola Secundária D. Sancho II até concluir o 12º Ano.
Pela convivência com o seu avô Sebastião Tenório herdou também a paixão pelos galgos e cavalos, daí ter entrado no ano seguinte, para o SMEFED, em Mafra, onde terminou o curso de Monitor de Equitação.
Marcos Bastinhas actuou pela primeira vez em público a 3 de Junho de 2000 na praça de toiros da Terrugem, num festival que também marcou o início do Grupo de Forcados Académicos de Elvas, do qual foi cabo fundador seu irmão Ivan Nabeiro. Prestou provas para cavaleiro praticante em Loures a 26 de Julho de 2005, ao lado de Joaquim Bastinhas, Rui Salvador, Luís Rouxinol, João Cerejo, Sónia Matias e Gilberto Filipe, numa tarde em que se lidaram toiros com ferro e divisa de José Salvador. Marcos Bastinhas estreou-se ainda antes da alternativa, nas arenas espanholas a 17 de Agosto de 2007, na praça de toiros de Valverde de Leganés. A alternativa aconteceu a 10 de Julho de 2008, numa corrida integrada no abono do Campo Pequeno, tendo como padrinho seu pai e como testemunhas Paulo Caetano e João Moura Caetano. Lidou o toiro “Culebrón”, pertencente, como todos os restantes à ganadaria de Maria Guiomar Cortes Moura, numa noite em que a primeira praça do país teve lotação esgotada.
Prosseguiu de forma triunfal a temporada 2008 com especial destaque para a sua actuação a 27 de Julho em Salvaterra de Magos, pela qual venceu o troféu em disputa para a melhor lide, num espectáculo em que seu pai, foi também homenageado pelos 25 anos de alternativa.
Na tradicional corrida de Gala à Antiga Portuguesa de encerramento da temporada no Campo Pequeno repetiu um memorável triunfo a que todos os portugueses puderam assistir através das câmaras da RTP. Na temporada de 2009 voltou a rubricar destacadas actuações nas praças de Lisboa, Angra do Heroísmo, Elvas, Redondo, Moita, entre muitas outras.
Em 2010 fez o seu debute em arenas sul-americanas, mais precisamente em Mérida, Venezuela, na importante Feria del Sol, tendo cortado uma orelha, a única da noite, e que lhe valeu o troféu de "Mejor Rejoneador " da feira.
Temporada após temporada, Marcos foi conquistando públicos, granjeando adeptos e sendo também um dos cavaleiros com mais corridas toureadas por época. Marcos Bastinhas volta a tourear na Venezuela, onde fixou grande cartel, em mais duas edições da Feria del Sol de Mérida. Torna-se também conhecido junto do público francês, ao integrar diversos cartéis em praças gaulesas.
Com valor e raça qb leva a emoção a par da arte no seu toureio, sendo por isso mesmo reconhecido pelo público, a par da comunicação social, com a atribuição de diversos troféus, não só em Portugal continental, mas também nas ilhas, como na importante Feira Taurino do Atlântico ou Sanjoaninas, na Ilha Terceira, como também é assim designada, onde foi considerado triunfador absoluto, da edição 2016.
Cumprem-se esta temporada 10 anos que Marcos Tenório tomou alternativa e nada mais bonito e sentido para o toureiro, como fazer a comemoração do facto, no grande palco da sua cidade – o Coliseu "Rondão de Almeida", em Elvas, com a família, junto dos amigos e perante o “seu” publico. Será já este sábado,  dia 22 de Setembro, pelas 22 horas que Bastinhas e Caetanos reeditarão uma grande noite de êxitos, para o público, para a arte do toureio a cavalo…para a tauromaquia!

Fotos Emílio de Jesus e D.R.

Hoje no Campo Pequeno: a noite de todas as emoções!


António Telles sobre o confronto de dinastias dia 28 em Évora: "Vai acontecer uma bonita noite de toiros!"



António Ribeiro Telles, o Maestro de referência do toureio clássico, é o cabeça de cartaz da II Grande Corrida do Clube de Rugby de Évora/Agrovisul que no próximo dia 28 se vai realizar na praça de Évora e que põe em confronto as dinastias Ribeiro Telles e Rouxinol.
Para António, "tourear em Évora é sempre um gosto, ainda por cima compartir cartel com o meu sobrinho Manuel e com os Rouxinóis, pai e filho, é também garantia de máxima competição e onde vamos mostrar que as lides a duo têm alegria e ligação o público vibra com elas!".
E diz mais:
"A ganadaria é de primeira, os Pinto Barreiros sempre exigiram dos Toureiros e o Grupo de Évora vai dar a cara e mostrar como se pegam toiros, numa corrida em que vão participar também os forcados do CRE".
"Enfim, estão reunidas muitas condições para acontecer uma bonita noite de toiros!" - preconiza o Maestro.

Fotos D.R.

Francisco Palha: o triunfador da temporada a 5 de Outubro na Chamusca



Um dia em cheio no domingo no Montijo!



Um "toirão" de Jorge Mendes para 6 de Outubro em Alcácer do Sal


Eis um dos toiros, de exuberante trapio, da ganadaria de Jorge Mendes para a grande corrida que a empresa Verdadeira Festa, de Vasco Durão, promove no dia 6 de Outubro em Alcácer do Sal.
O cartel é composto pelos cavaleiros João Moura, Vitor Ribeiro, Marcos Bastinhas, Duarte Pinto, Miguel Moura e o praticante Francisco Núncio e ainda pelos grupos de forcados Amadores de Montemor e Amadores do Aposento da Moita.
Proximamente, a empresa apresentará os restantes toiros.

Foto Florindo Piteira


Joaquim Alves de Andrade amanhã no programa "Rádio Olé"

Joaquim Alves de Andrade amanhã no programa "Rádio Olé" para falar dos
muitos sucessos ganadeiros desta temporada e nos dar as expectativas
para os toiros que serão lidados no dia 28 em Évora
Dois dos imponentes toiros de Pinto Barreiros para a grande corrida que de
amanhã a uma semana, dia 28, se realiza na praça de Évora


O ganadeiro Joaquim Alves de Andrade, proprietário da triunfadora ganadaria Pinto Barreiros, será amanhã o entrevistado de Luis Gamito no programa "Rádio Olé" da Rádio Diana de Évora - para dar conta de todos os sucessos alcançados esta temporada e nos falar das suas expectativas para o curro de toiros que será lidado no próximo dia 28 em Évora na II Corrida do Clube de Rugby de Évora e da Agrovisul.
O programa "Rádio Olé" vai para o ar todas as sextas-feiras a partir das 17 horas e pode ser ouvido no 94.1 fm ou aqui na internet em www.dianafm.com

Fotos Maria Mil-Homens e Florindo Piteira


Projecto 433 - Tauromaquia para todos! Não deixe de votar! É a hora de agir!


O Orçamento Participativo de Portugal é um processo democrático, directo e universal, lançado pelo Governo português, através do qual as pessoas decidem sobre investimentos públicos em diferentes áreas de governação.
O projeto "Tauromaquia para Todos" é um dos finalistas e está a votação com o nº 433 em https://opp.gov.pt/proj/433 e tem como objectivo levar o conhecimento das Touradas e desta cultura portuguesa, única no mundo, a toda a sociedade e às escolas. Este projecto compete com projectos antitaurinos, pelo que o seu voto é fundamental.
As votações terminam a 30 de Setembro. Mobilize amigos e familiares. É a hora de agir!


Ontem, 4ª feira: 11.240 leram o "Farpas"!



Visualizações de páginas de hoje
2 220
Visualizações de página de ontem
11 240
Visualizações de páginas no último mês
374 297
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
22 168 686

Os imponentes toiros de Paulino da Cunha e Silva para domingo no Montijo



Os imponentes toiros da ganadaria de Herdeiros de Paulino da Cunha e Silva para a grande corrida do próximo domingo, dia 23, na Monumental do Montijo (início às 17 horas), o tira teimas final entre os cavaleiros João Ribeiro Telles, Francisco Palha (absoluto triunfador desta temporada) e Luis Rouxinol Júnior.
Será a IV Corrida das Tertúlia Montijenses e as pegas vão estar a cargo dos grupos de forcados da Tertúlia Tauromáquica do Montijo, Amadores do Montijo e Amadores de Tomar.

Fotos João Silva


Inaugurada na Azambuja a nova sede da Tertúlia "Festa Brava"

Rui Casqueiro, presidente da Tertúlia "Festa Brava", ladeado pelos autarcas da
Azambuja, no momento em que o pároco abençoava a nova sede
Rui Bento e Fernando de Andrade Salgueiro, entre outras figuras do mundo
tauromáquico, marcaram presença no acto de inauguração da nova sede

Foi inaugurada na última sexta-feira na Azambuja a nova sede da Tertúlia "Festa Brava", por ocasião das festas em honra de Nossa Senhora da Assunção. O objectivo de possuir uma nova sede só foi possível graças ao empenhado apoio do Município de Azambuja, que assim fez jus à aficion desta vila. A nova sede foi abençoada pelo padre Paulo Pires. a cerimónia contou com a honrosa presença do presidente da Câmara, Luís de Sousa e a placa da inauguração foi descerrada pela presidente da Junta de Freguesia, Drª Inês Louro e pelo presidente da Tertúlia "Festa Brava", Rui Casqueiro.
Além de várias figuras do mundo da tauromaquia, estiveram ainda presentes os vereadores da autarquia Silvia Vítor, António José Matos e Silvino Lúcio, vários presidentes de Juntas do concelho, os matadores de toiros José Júlio e Rui Bento, Dr Luís Capucha, Marco Gomes, Lourenço Luzio, Fernando de Andrade Salgueiro, Francisco Godinho Cabral, presidente da Real Tertúlia D Miguel I e muitos outros sócios e aficionados.
Abrilhantou a cerimónia a Fanfarra dos Bombeiros de Azambuja estando ainda presentes diversas colectividades com os seus estandartes.
Seguiu-se um Porto de Honra e jantar, já nas novas instalações, que contou com casa cheia, em puro ambiente tertuliano.
Recorde que esta nova sede substitui a que durante muitos anos existiu em Lisboa, na Praça da Alegria e que foi destruída por um incêndio. Posteriormente, Rui Casqueiro, neto de um dos fundadores da "Festa Brava", retomou a actividade da histórica tertúlia taurina na Azambuja, agora com um novo espaço que reúne grande parte do seu espólio.

Fotos Fernando Clemente



Vila Franca, 9 de Outubro: António Telles/Ventura, o mano-a-mano da temporada!



quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Momentos do triunfo de Padilla esta tarde em Logroño



Momentos do triunfo de Juan José Padilla esta tarde na sua última corrida na praça espanhola de Logroño, onde alternou com António Ferrera e Ginés Marín, cortando ao segundo toiro do seu lote, da ganadaria Zalduendo, a única orelha da corrida.
Padilla viaja de manhã para Lisboa, onde amanhã à noite se despede do público português no Campo Pequeno.

Fotos André Viard/Choperatoros