domingo, 28 de maio de 2017

Famosos no sábado na Moita

O matador peruano Andrés Roca Rey
Luísa Vaz Antunes e Cinha Jardim
O fadista António Pinto Basto com seus filhos
Pi Caldeira Fernandes
Dr. Vasco Lucas, Dr. João Andrade e José Luis Gomes
Manuel Andrade Guerra
O director de corrida, Manuel Gama
António Ventura e João Pedro Bolota
José Palha
Manuela e José Luis Cochicho
Fátima Peseiro
José Peseiro
João Margalho
A direcção da corrida esteve presidida por Manuel Gama (à direita)
Pedro Brito de Sousa, presidente da Sociedade Moitense de Tauromaquia, com seu
filho Pedro
João Simões com o matador Roca Rey
Maestro José António Campuzano, apoderado de Roca Rey
O empresário Rafael Vilhais fez a sua estreia na praça da Moita
Vasco Durão
António Manuel Barata Gomes
Filipe Gonçalves
As manas Mil-Homens, Joana e Carolina
José Luis Figueiredo
Mara Pimenta
Nuno Oliveira
O ganadero Armando João Moura e seu filho João
Margarida Oliveira Soares
Calado, ex-jogador do Benfica
David Gomes e Ana Sereno
João Pinto, Raquel Teles e Simone Gomes Ferreira
Mia Simões
Luis Branquinho, antigo cabo dos Forcados da Tertúlia do Montijo
O apresentador televisivo José Figueiras
Luísa Vaz Antunes e Cinha Jardim com o matador Andrés Roca Rey
Foto D.R./Luísa Vaz Antunes/Facebook

Fotos Maria Mil-Homens

João Moura Jr. corta uma orelha em Córdoba

Pablo Hermoso reapareceu hoje em Córdoba, depois do acidente que o impediu
de tourear na semana passada em Lisboa. Foi silenciado no primeiro toiro e
ovacionado no segundo
João Moura Jr. cortou a primeira orelha da tarde no seu primeiro toiro e foi
depois silenciado no segundo, por ter pinchado a matar. Em baixo, Lea Vicens
em ombros, depois de cortar as duas orelhas ao seu segundo toiro


João Moura Jr. cortou hoje, domingo, uma orelha ao seu primeiro toiro, sendo depois silenciado no segundo, na corrida de rejoneio da Feira de Córdoba.
Pablo Hermoso de Mendoza, que reaparecia depois do acidente que o impediu de ter estado na semana passada em Lisboa, iniciou a sua campanha europeia toureando muito bem, mas matando mal: foi silenciado no seu primeiro toiro e ovacionado no segundo.
A francesa Lea Vicens (foto ao lado) deu volta no primeiro toiro do seu lote e cortou as duas orelhas ao segundo, saindo em ombros.
Lidaram-se toiros de Luis Terrón, de bom jogo em geral.

Fotos Juan Andrés H. Mendoza/Farpas e Fidel Arroyo/aplausos.es

Toiro branco marca estreia de Calejo Pires no Concurso de Ganadarias de Évora



Este é o magnífico e imponente toiro com que o já consagrado ganadero Manuel Calejo Pires vai fazer no próximo domingo, 4 de Junho, a sua estreia no Concurso de Ganadarias de Évora, este ano em 58ª edição - o mais antigo e mais prestigiado do país.
O toiro branco de Calejo Pires vai disputar os troféus de bravura e apresentação com exemplares das ganadarias de Veiga Teixeira, Branco Núncio, Passanha, Canas Vigouroux e Romão Tenório.
O cartel, de alta competição e que está a gerar enorme expectativa, é composto pelos cavaleiros António Telles, João Moura Jr. e Marcos Bastinhas e pelos grupos de forcados de Montemor e de Évora, comandados respectivamente por António Vacas de Carvalho e António Alfacinha.
Uma corrida com o selo de prestígio e seriedade do veterano empresário António Manuel Cardoso "Nené" (Toiros & Tauromaquia).

Foto Florindo Piteira/cortesia Toiros & Tauromaquia


Ventura e Leonardo em ombros pela porta grande em Madrid

Leonardo Hernández e Diego Ventura sairam ontem em ombros de Las Ventas


Última Hora - Diego Ventura e Leonardo Hernández, que actuavam mano-a-mano na terceira corrida de rejoneadores da Feira de Santo Isidro, sairam esta tarde em ombros pela porta grande da Monumental de Madrid depois de uma tarde de verdadeira apoteose do rejoneio.
Lidaram-se toiros de Carmen Lorenzo, El Capea e San Pelayo. A Monumental de las Ventas encheu.
Ventura (foto ao lado) cortou uma orelha no seu primeiro toiro, duas no segundo e foi ovacionado no terceiro.
Leonardo Hernández cortou uma orelha no seu primeiro, foi ovacionado no segundo e cortou outra orelha no terceiro.
Em dois fins-de-semana consecutivos, Diego Ventura obtém duas portas grandes na primeira praça de toiros do mundo, alcançando hoje a 14ª da sua carreira. Notável a todos os títulos.

Fotos Javier Arroyo/aplausos.es e Plaza 1/cultoro.com

Ontem em Coruche: pouco público e muita arte...

Os vencedores de ontem em Coruche: na foto, os jovens representantes das
ganadarias Vale Sorraia (prémio bravura) e Canas Vigouroux (prémio apresentação),
o cavaleiro Luis Rouxinol (melhor lide) e Nuno Santana, cabo dos Amadores de
Alcochete (melhor grupo)
Ao início da corrida, Rouxinol foi homenageado pelos seus 30 anos de alternativa
Arte e classe: António Telles esteve brilhante com os toiros de S. Torcato e de
Cunhal Patrício. Quem sabe, sabe!
Luis Rouxinol enfrentou com a raça usual e a maestria que
atingiu em 30 anos de alternativa os toiros de Canas Vigouroux
e de Vale Sorraia, ambos vencedores do Concurso. Foi-lhe
atribuído, com justiça e sem protestos, o prémio da melhor lide
João Salgueiro da Costa destacou-se no seu primeiro toiro e esteve menos
regular no segundo. Lidou os de Pinto Barreiros e Branco Núncio
A primeira pega da tarde, ao toiro de São Torcato, foi executada à primeira,
com decisão e excelente técnica, por Paulo Oliveira (Coruche), com o grupo a
ajudar muito bem e com notável coesão
Grande pega de Diogo Timóteo (Alcochete), à primeira, ao segundo toiro da
tarde, de Canas Vigouroux, com grande ajuda do enorme João Rei
Rui Godinho (Coruche) pegou à terceira o terceiro toiro, de Pinto Barreiros
O quarto toiro, de Cunhal Patrício, foi pegado à segunda, com a costumeira
valentia e poderio, por António José Cardoso (Alcochete)
Pedro Coelho (Coruche) pegou à primeira o quinto toiro, de Vale Sorraia
Rija a última pega, por Gonçalo Catalão (Alcochete), à primeira, ao toiro de
Branco Núncio


Metade das bancadas preenchido (e não apenas um terço, como alguns site referiram) ontem em Coruche na corrida Concurso de Ganadarias realizada à tarde, horas antes do "mano-a-mano" Ventura/Roca Rey na Moita. Era esperado...
O prémio de apresentação foi atribuído ao toiro de Canas Vigouroux e o de bravura ao de Vale Sorraia (Ribeiro Telles). Havia ainda prémios em disputa para a melhor lide a cavalo e o melhor grupo de forcados e os mesmos recairam, respectivamente, sobre Luis Rouxinol e os Amadores de Alcochete.
António Telles lidou com a arte e a classe que o mantêm entre os primeiros os toiros de São Torcato e o de Cunhal Patrício; Luis Rouxinol, homenageado no início da corrida pelos seus 30 anos de alternativa, esteve ontem brilhante, como sempre, na lide dos seus dois toiros, um de Canas Vigouroux e o outro de Vale Sorraia, precisamente os dois toiros vencedores do Concurso de Ganadarias; João Salgueiro da Costa esteve bem no seu primeiro (de Pinto Barreiros) e mais irregular no segundo (de Branco Núncio).
Nas pegas, rijas e duras, estiveram os Forcados Amadores de Coruche e os Amadores de Alcochete. Pelos da casa foram caras Paulo Oliveira (à primeira), Rui Godinho (à terceira) e Pedro Coelho (à primeira). Pelos de Alcochete pegaram Diogo Timóteo (à primeira), António José Cardoso (à segunda) e Gonçalo Catalão (à primeira).
A corrida foi bem dirigida por João Cantinho.

Fotos Carlos Silva