sexta-feira, 23 de junho de 2017

2 de Julho: Padilla em Vila Franca! Veja-o ao menos uma vez na vida!



quinta-feira, 22 de junho de 2017

Morante, Talavante e Marín amanhã na segunda grande tarde de Badajoz

Morante de la Puebla
Alejandro Talavante
Ginés Marín


Morante de la Puebla, Alejandro Talavante e Ginés Marín, o triunfador de Santo Isidro em Madrid, compõem amanhã o cartel da segunda grande corrida da Feira de Badajoz, enfrentando toiros de Jandilla.
A primeira, com Ponce, Manzanares e Roca Rey, frente a toiros de El Pilar, inicia-se dentro de meia-hora, às 20 horas espanholas, 19 horas em Portugal.

Fotos D.R.


Arranca hoje a Feira de San Juan em Badajoz!



Grande corrida nocturna no sábado em Arronches



A praça de toiros alentejana de Arronches (foto) é palco na noite do próximo sábado, dia 24, de uma grande corrida de toiros à portuguesa integrada nas tradicionaos Festas de S. João, com o atractivo do Concurso de Ganadarias Alentejanas, em quarta edição e que terá em praça exemplares das ganadarias de Romão Tenório, David R. Telles, Engº Luis Rocha, Vale Sorraia, Monte Cadema (Lampreia) e Nuno Casquinha, em disputa dos prémios de bravura e de apresentação.
O cartel é formado pelos cavaleiros Luis Rouxinol (a cumprir nesta temporada 30 anos de alternativa), João Maria Branco (de volta aos grandes cartéis e às grandes competições) e António Prates (na sua primeira grande prova de fogo depois da prova de praticante, enfrentando pela primeira vez dois toiros, de casaca, numa corrida formal).
Pegam os forcados de Arronches e de Monforte e estão nessa noite em disputa os troféus "Câmara Municipal de Arronches" para a melhor lide e a melhor pega.
Alguém vai perder esta corrida?

Foto José Foles/blog tauromaquia alentejana

David Gomes volta a tourear amanhã na Califórnia



Depois de um aclamado e muito elogiado triunfo na imprensa local, no passado dia 10 em Stevinson, na Califórnia, o cavaleiro praticante David Gomes volta a tourear amanhã, dia 23, desta vez na praça de Tracy (cartaz ao lado).
David Gomes, que deixou enorme ambiente na tarde do seu debute nos Estados Unidos da América, tem ainda uma terceira corrida no dia 26 em Gustine, regressando a 28 a Portugal.
No mês de Agosto, como esta semana anunciámos, o cavaleiro da Malveira actuará numa importante praça de toiros de França, contratado pela empresária Marie Sara.

Foto D.R.


Próxima semana: dois "corridões" no S. Pedro no Montijo


Dois cartéis monumentais compõem a Feira Taurina de S. Pedro no Montijo já na próxima semana. Na quarta-feira, 28, frente a toiros de Canas Vigouroux, actuam António Ribeiro Telles, Diego Ventura (foto) e João Moura Jr. e pegam os forcados do Montijo e de Alcochete.
No sábado, 1 de Julho, comemorando 30 anos de alternativa, Luis Rouxinol encerra-se com seis toiros das ganadarias António Silva, Vinhas, Fernandes de Castro, Murteira Grave, Jorge de Carvalho e Luis Rocha, estando as pegas a cargo dos dois grupos de forcados montijenses, os da Tertúlia e os Amadores.

Foto Frederico Henriques/@Campo Pequeno



Falta uma semana: dia 29, alternativa de Parreirita Cigano no C. Pequeno


Foto Frederico Henriques/@Campo Pequeno

Sanjoaninas começam este sábado na Ilha Terceira



Os cavaleiros Manuel Telles Bastos, Marcos Bastinhas e João Pamplona e os forcados de Vila Franca de Xira e da Tertúlia Tauromáquica Terceirense compõem o cartel da primeira corrida da Feira de S. João, as populares Sanjoaninas, no próximo sábado, dia 24, na Monumental da Ilha Terceira (Açores). Lidam-se em concurso de ganadarias toiros de Murteira Grave, Rego Botelho, Casa Agrícola José Albino Fernandes, Álvaro Amarante, João Gaspar e F. Sousa.
No domingo, dia 25, celebra-se a segunda corrida (mista) do ciclo com toiros da Casa Agrícola José A. Fernandes e cartel formado pelo cavaleiro Marcos Bastinhas e os matadores espanhóis Álvaro Lorenzo e Ginés Marín (triunfador da Isidrada em Madrid) e os Forcados da Tertúlia Terceirense.
As corridas seguintes terão lugar no outro fim-de-semana: a 30 de Junho será uma tourada de gala à antiga portuguesa com os cavaleiros Tiago Pamplona, Manuel Telles Bastos e Miguel Moura e os forcados da Tertúlia Terceirense e do Ramo Grande, com toiros de João Gaspar e Francisco Sousa; e a 2 de Julho será a vez da tradicional corrida de matadores com Román, José Garrido e Joaquín Galdós, que enfrentarão toiros de Rego Botelho.

Fotos D.R.


O adeus de António Alfacinha no próximo dia 30 em Évora


Foto D.R./@Toiros & Tauromaquia


Noticia "El Mundo": Monumental de Madrid encerra por falta de segurança


Última Hora - A Monumental de las Ventas, em Madrid, vai encerrar este Verão por questões de falta de segurança e não tem ainda data marcada para a reabertura - anuncia hoje o jornalista Zabala de la Serna no jornal "El Mundo" na sua edição digital. Segundo este periódico, a praça de Las Ventas vai fechar as suas portas por decisão da Comunidad e do Ayuntamiento de Madrid por problemas de segurança e pela inexistência, durante anos, das necessárias obras de manutenção. Ao fim e ao cabo, um problema muito idêntico ao que se passou com a praça do Campo Pequeno.
A decisão tomada pelo governo regional, com o conhecimento da nova empresa que adjudicou a Monumental mediante concurso público em 2016 (Simón Casas e Nautalia), caíu que nem uma bomba nos meios taurinos espanhóis. As últimas demarches levadas a cabo pelo executivo municipal de Manuela Carmena para a concessão de licenças para espectáculos não taurinos foram determinantes na hora de abordar este problema, escreve o site mundotoro.com. Se não há segurança para os espectadores não taurinos, tão pouco existe para os aficionados aos toiros, conclui o referido site. A praça, inaugurada em 1929, foi declarada Bem de Interesse Cultural em 1994.
As obras previstas são de tal monta que nem sequer há ainda uma data de finalização determinada, apenas se sabe que tudo se fará para que esteja pronta para a Feira de Santo Isidro de 2018, reabrindo como um edifício multiusos com todas as garantias de segurança, adianta o mundotoro.com, citando o jornal "El Mundo".
A corrida programada para o próximo domingo, 25 de Junho, vai ainda realizar-se e será a última na praça de Madrid na sua actual situação. O contrato de adjudicação ao empresário Simón Casas ficará assim supenso e poderá ser prorrogado até 2020, adianta o "El Mundo".

Foto D.R.

1 de Julho: um Cartel de Categoria nos 30 anos da praça de Monforte



Ontem, 4ª feira: 9.404 leram o "Farpas"


Visualizações de páginas de hoje
98
Visualizações de página de ontem
9 404
Visualizações de páginas no último mês
272 177
Histórico total de visualizações de páginas
17 425 237

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Bolota cede praças para festejos a favor das vítimas dos incêndios


O empresário João Pedro Bolota - ao meio, na foto, ladeado por sua Mulher e por João Ventura, pai do rejoneador Diego Ventura - anuncia, em declarações ao site "touro e ouro", que cederá a custo zero as praças que são geridas pela sua empresa Aplaudir - Santarém, Montijo, Póvoa de Varzim e Setúbal - para a realização de espectáculos taurinos a favor das vítimas dos incêndios que nos últimos dias assolaram a zona centro do país.
Bolota sugere como palco principal dessa iniciativa solidária a Monumental de Santarém, a praça com maior lotação do país, onde, afirma, "podemos realizar espectáculos a preços atractivos, garantindo assim a angariação de uma quantia considerável".

Foto Maria Mil-Homens


Feira de Badajoz: José Cutiño vaticina "duas grandes entradas" amanhã e na 6ª feira

Triunfador da Isidrada em Madrid: presença de Ginés Marín na segunda corrida,
esta sexta-feira, com Morante e Talavante, é "indiscutivelmente um dos grandes
atractivos"
da Feira de Badajoz, considera o empresário José Cutiño
Enrique Ponce é o cabeça de cartaz da primeira corrida, amanhã, alternando com
Manzanares e Roca Rey, depois de domingo passado (foto) ter cortado três orelhas
e um rabo em Torrejón de Ardoz (Madrid)
O empresário José Cutiño com o director do "Farpas"

O empresário José Cutiño vaticina, numa entrevista ao site cultoro.com, "duas grandes entradas de público" na Monumental de Badajoz nas corridas de amanhã, quinta-feira e de sexta-feira.
"São dois cartéis com muitíssimo interesse para os aficionados, com ganadarias num momento extraordinário e a vão haver duas grandes entradas", afirma o prestigiado empresário.
E acrescenta:
"O ambiente é bom, o número de abonados é idêntico ao de todos os anos. As previsões de bom tempo, apontando para muito calor, claro que têm uma incidência clara, mas no final acredito que as pessoas vão aos toiros. São três cartéis muito bons, os de amanhã, de sexta e de sábado, além da novilhada de domingo".
José Cutiño considera que a presença do toureiro local Ginés Marín na segunda corrida do ciclo, sexta-feira, depois de ter sido proclamado triunfador da última Feira de Santo Isidro em Madrid, é "indiscutivelmente um dos grandes atractivos da Feira. Por ser novo, por ser daqui, por haver triunfado no início da temporada e, logo, pelo triunfo de Madrid. Mas não se pode esquecer que estão anunciados toureiros como Ponce, Manzanares, Morante, Talavante ou Roca Rey. Os seis, nas duas primeiras corrida, configuram cartéis muito interessantes, junto ao mano-a-mano do dia de S. Juan, sábado, entre Adame e Garrido, que triunfaram em todas as feiras importantes, como Sevilha e Madrid, bem como em Nimes, onde triunfou Garrido. Na novilhada de domingo há três jovens mexicanos e três de Badajoz, esperando que os três toureiros locais tenham possibilidade de também ir ao México para o seu crescimento como toureiros".

Fotos D.R.


No C. Pequeno a 6 de Julho: "El Fandi" e Juan del Álamo cortam 8 orelhas no último fim-de-semana




Os matadores de toiros espanhóis David Fadilla “El Fandi” e Juan del Álamo, que actuarão no Campo Pequeno a 6 de Julho, cortaram sete orelhas nas últimas corridas em que actuaram.
No sábado, em Granada, “El Fandi” (foto de cima) obteve três orelhas, lidando toiros de Salvador Domecq.
Por seu turno, Juan del Álamo, um dos triunfadores da recém-terminada Feira de Santo Isidro (Madrid), cortou quatro orelhas a toiros de Pedraza de Yeltes, em Ledesma (Salamanca) no passado domingo (foto ao lado), vinte e quatro horas depois de cortar também uma orelha na praça francesa de Aire Sur l’Adour, na fatídica tarde em que morreu Iván Fandiño.

Fotos D.R. e cultoro.com

Amanhã, 5ª feira: primeira grande corrida da Feira de Badajoz



4º Concurso de Ganadarias Alentejanas no sábado em Arronches



Dia 30 em Évora: despedida de António Alfacinha


Foto D.R./@Toiros & Tauromaquia

Próximo dia 29: alternativa de Parreirita Cigano no Campo Pequeno



Campo Pequeno ainda sem cavaleiro para a corrida de 6 de Julho


Não está ainda designado quem será o cavaleiro que dia 6 de Julho abrirá praça no Campo Pequeno na corrida em que estão anunciados os matadores David Fandilla "El Fandi" e o triunfador de Madrid Juan del Álamo, bem como os Forcados do Aposento da Moita.
Os toiros deverão ser da ganadaria Falé Filipe e não de Manuel Veiga, como inicialmente se anunciara (cartaz ao lado).
Recorde-se que era João Moura Caetano o cabeça de cartaz desta corrida mista, mas por ter transitado para a última corrida de Lisboa, ficou o posto vago.
O novo cavaleiro da noite de 6 de Julho no Campo Pequeno deverá ser anunciado pela empresa até ao final desta semana.

Miguel Moura e toiros de Dias Coutinho em Agosto em El Puerto de Santa Maria



Miguel Moura (foto ao lado) actuará a 15 de Agosto na centenária praça de toiros espanhola de El Puerto de Santa Maria (Cádiz) frente a toiros da ganadaria lusa de Dias Coutinho, ao lado dos rejoneadores Ginés Cartagena e Pérez Langa.
Grandes figuras do toureio estarão presentes este ano em El Puerto, com destaque para Padilla, Manzanares e Roca Rey (4 de Agosto); Morante de la Puebla, Manzanares e Ginés Marín (6 de Agosto); Finito de Córdoba, López Simón e José Garrido (12 de Agosto).
No dia 13 de Agosto actuam mano-a-mano Morante de la Puebla e "El Juli" com toiros de Nuñez del Cuvillo e Daniel Ruiz.

Fotos M. Alvarenga e D.R.


Capa da edição de amanhã do semanário "Olé!"


Monumental de Badajoz é uma referência em acessibilidade para deficientes, garças às obras levadas a cabo pela empresa de Cutiño



A empresa Coso de Badajoz, de José Cutiño, pertencente à Fusión Internacional por la Tauromaquia (FIT), que gere a praça de toiros Monumental de Badajoz, apresentou esta manhã as obras levadas a cabo para melhorar o acesso a pessoas com algum tipo de deficiência física.
As obras constam de uma bilheteira adequada (foto ao lado) para pessoas em cadeiras de roda (mais baixa e por isso mais acessível), bares no interior da praça com barra também acessível, casa de banho com porta de correr e com alarme de aviso em caso de uma queda, duas plataformas na praça (bancadas) para cadeiras de roda no Tendido 4 e ainda uma plataforma com elevador para o acesso de pessoas com deficiência, sem necessidade de terem que ser ajudadas nas escadas.
José Cutiño, o empresário, explicou que "estávamos conscientes do novo contrato de arrendamento que assinámos com os proprietários da Monumental, que indicava que devíamos levar a cabo esta obra assumindo os seus custos. Queríamos fazer algo que permitisse que a Praça de Toiros de Badajoz fosse um modelo em acessibilidade para todo aquele que tenham dificuldades. Estamos muito contentes com o resultado".
Jesús Gumiel, presidente da Associação para a Atenção e a Integração Social das Pessoas com Discapacidade Física da Extremadura, congratulou-se pelo facto de "a empresa não só ter cumprido com os mínimos de acessibilidade que eram pedidos, como também os superou. Quem queira ter uma praça de toiros acessível, pode vir a Badajoz para ver as medidas que aqui foram feitas".
Também Francisco Javier Fragoso, alcalde de Badajoz, considerou que hoje "é um dia de satisfação para a cidade, que, além de mais, comemora o 50º aniversário da nova praça de toiros. Tenho que agradecer à empresa gestora, não só por ter levado a cabo esta obra que havia sido pedida pela Comissão de Urbanismo, mas também por converter a Monumental de Badajoz numa referência em acessibilidade em todas as praças de toiros de Espanha".

Fotos FIT

Há 75 anos: Augusto Gomes Júnior foi o primeiro novilheiro luso a apresentar-se em Espanha (Pamplona)

Augusto Gomes Júnior com sua neta Madalena Dias Gomes e Rui Bento, quando
em Agosto de 2012 foi homenageado no Campo Pequeno
Augusto Gomes Júnior quando em 2004 recebeu o Troféu "Prestígio" atribuído
pelo jornal "Farpas", tendo o mesmo sido entregue por Francisco Morgado
Toureando na Monumental de Madrid, onde foi o primeiro português a estoquer
um toiro, no ano de 1946
Augusto Gomes Júnior com Miguel Alvarenga, há 32 anos, entrevistado para o
jornal "O Diabo" poucos dias depois da morte do cavaleiro Mestre Batista, a cuja
quadrilha pertenceu como bandarilheiro; e, em baixo, nos seus tempos de
novilheiro em Espanha


21 de Junho de 1942, cumprem-se hoje 75 anos, as bodas de diamante. Nesta dia, Augusto Gomes Júnior (fotos) toureou na praça de toiros de Pamplona, entrando para a História como o primeiro novilheiro português que se apresentou de luces na vizinha Espanha - uma efeméride que recordamos, lembrando a memória daquele que foi o grande pioneiro além-fronteiras dos toureiros a pé de Portugal.
Nascido no Montijo em 19 de Dezembro de 1913, Augusto Gomes Júnior estreou-se como bandarilheiro amador no ano de 1936 na praça do Sobral de Monte Agraço, tomando a alternativa no ano seguinte no Campo Pequeno.
No ano de 1938 apresentou-se no Campo Pequeno já como novilheiro e no início da década de 40 estabeleceu-se em Espanha disposto a tomar a alternativa de matador de toiros. Há exactamente 75 anos, toureou como novilheiro em Pamplona, mas uma grave cornada sofrida em Tafalla obrigou-o a um interregno de quatro anos e impediu-o de ser o primeiro português a receber a alternativa de matador de toiros, que acabou por ser Diamantino Vizeu a 23 de Março de 1947 em Barcelona.
Augusto Gomes recebeu a alternativa cinco meses mais tarde, em Constantina, a 10 de Agosto desse mesmo ano de 1947, precisamente dezoito dias antes de "Manolete" morrer em Linares. O grande António Bienvenida foi o seu padrinho de alternativa e os toiros pertenciam à ganadaria Natera.
Um ano antes da alternativa, em 1946, Augusto Gomes Júnior já se apresentara em Madrid, tendo sido também o primeiro espada português a estoquear um toiro nessa praça. Toureou e triunfou no Perú, na Colômbia, na Venezuela, em Angola e em Macau, mas no ano de 1951 decidiu renunciar à alternativa de matador de toiros, regressando à categoria de bandarilheiro, chegando a integrar durante muitas épocas a quadrilha do famoso cavaleiro José Mestre Batista. Ensinou ainda a sua arte a muitos jovens candidatos a toureiros na desaparecida Escola Arena, que funcionou em Lisboa. Posteriormente, foi um competente director de corrida.
Augusto Gomes Júnior era pai do antigo cabo dos Forcados Amadores de Lisboa, José Luis Gomes e avô do matador de toiros Manuel Dias Gomes e dos forcados Pedro Maria Gomes (actual cabo do Grupo de Lisboa) e Gonçalo Maria Gomes e também da jovem Madalena Dias Gomes, presidente da Tertúlia Tauromáquica do Instituto Superior de Agronomia.
Augusto Gomes Júnior morreu com 100 anos em 3 de Outubro de 2014.

Fotos D.R.

"Juanito" na Feira de Novilhadas de Arganda del Rey (Madrid)


O novilheiro luso João Silva "Juanito" (foto), que na semana passada cortou três orelhas em Fuentes de León, actuará em Setembro na Feira de Novilhadas na praça de Arganda del Rey (Madrid), que decorrerá entre 4 e 11 desse mês.
O promissor diestro nacional toureia logo na primeira novilhada do ciclo, a 4 de Setembro, formando cartel com Fernando Flores e Pablo Mora, frente a novilhos da ganadaria de Marquês de Albaserrada.
Entretanto, já no próximo dia 1 de Julho, "Juanito" faz a sua apresentação na sua terra natal, Monforte, actuando como único espada ao lado dos cavaleiros João Moura, João Moura Caetano e Miguel Moura e dos forcados de Santarém e Monforte, frente a toiros da triunfadora ganadaria de Paulo Caetano - na tarde em que se comemoram 30 anos da inauguração desta praça de toiros alentejana.
No próximo dia 30 de Julho, "Juanito" actuará na praça francesa de Beaucaire ao lado do espanhol Mário Palacios e do francês Tibo Garcia, lidando-se novilhos da ganadaria de François André, que assinala os 70 anos da sua fundação.

Foto badajoztaurina.com


Três ídolos do toureio mundial amanhã na primeira corrida de Badajoz

Enrique Ponce
José Maria Manzanares
Andrés Roca Rey

A Feira de San Juan em Badajoz, que este assinala o 50º aniversário da inauguração da Monumental, arranca amanhã, dia 22, com uma fabulosa corrida que reúne três matadores que também marcam presença este ano na Temporada Histórica dos 125 anos da praça lisboeta do Campo Pequeno: Enrique Ponce (que deverá vir em Agosto), José Maria Manzanares (que a 13 de Julho actuará em Lisboa "mano-a-mano" com Pablo Hermoso de Mendoza) e o peruano Andrés Roca Rey (que com Padilla e João Moura esgotou a corrida de abertura da temporada lisboeta). Lidarão toiros da ganadaria El Pilar.

Fotos D.R. e Emílio de Jesus