quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

Francisco Cortes apresenta equipa e quadra e faz apelo à seriedade e ao profissionalismo

Francisco Cortes, um cavaleiro de valor... a que as empresas nem sempre
têm feito justiça
"Biorn", 8 anos, ferro Pedro Passanha
Montando o "Êxito", cavalo com 5 anos e ferro Arsénio Cordeiro
O "Farrapo", com 4 anos e ferro Paim


Importante, lúcido, oportuno e objectivo o apelo feito pelo cavaleiro Francisco Cortes no comunicado enviado à Imprensa e onde dá conta da sua equipa para 2014 e da sua "jovem quadra de cavalos" para esta temporada.
Eis as palavras do toureiro:
"Faço um apelo para que entre todos façamos um esforço no sentido de termos um tauromaquia mais profissional, mais séria e também com mais visibilidade para que, se possível, se torne cada vez mais atractiva. Como todos sabemos, vivemos uma fase conturbada e de grandes dificuldades, por isso deixo este apelo, para que entre todos consigamos continuar a manter vivo este rico património cultural tão genuinamente português e único no mundo, que é a corrida de toiros à portuguesa".
O cavaleiro de Estremoz continua a ser apoderado por Fernando Canto (foto ao lado) e tem fixo na sua quadrilha o bandarilheiro José Alegrias.
Quanto à quadra, conta com os cavalos "Dali" (ferro Paim, com 6 anos), "Biorn" (ferro Pedro Passanha, 8 anos), "Hemingway" (ferro M. Cleba, 5 anos), "Êxito" (ferro Arsénio Cordeiro, 5 anos), "Fellini" (ferro Paim, 4 anos), "Farrapo" (ferro Paim, 4 anos), "Faraó" (ferro Maldonado Cortes, 4 anos) e "Gallo II" (ferro Arsénio Cordeiro, 3 anos).
Francisco Cortes considera que "a juventude da quadra é, como sempre, um factor de marca. Juventude à qual se alia qualidade, esperamos que a possamos demonstrar o maior número de vezes possível".
O toureiro acrescenta que se está a treinar intensamente para a próxima campanha e diz "esperar fazer uma boa temporada, para isso contando e solicitando desde já a colaboração de todos os agentes taurinos".

Fotos M. Alvarenga e D.R./@Francisco Cortes