terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Mais uma edição bombástica do "Tal & Qual" esta 4ª feira nas bancas

Mais uma edição bombástica amanhã nas bancas: os repórteres do "Tal & Qual" foram ao Palácio Ratton espreitar a declaração de património de António Costa no Tribunal Constitucional, e ficaram de cabelos em pé, tal a soma de erros, gralhas e lacunas que já levou mesmo o Ministério Público a pedir esclarecimentos ao primeiro-ministro sobre tamanha trapalhada.

Mas a edição do "T&Q" desta semana conta-lhe também como o empresário Álvaro Covões vai lucrar à grande com as Jornadas Mundiais da Juventude e a visita do Papa Francisco.

Outro tema-forte desta edição de amanhã, quarta-feira, diz respeito à acusação de fraude fiscal que pende em Espanha sobre a filha do antigo ministro Dias Loureiro, que juntamente com o marido e o sogro, antigo embaixador espanhol em Lisboa e Caracas, está envolvida num escândalo financeiro de contornos internacionais.

E leia também a ‘estreia’ de Rui Santos, o influente e conhecido comentador desportivo, que é o novo colunista do "Tal & Qual", juntando-se assim a um ‘team’ de que já fazem parte Rita Ferro, Ruy Castro, José Júdice, Carlos Cruz, João Gonçalves, Jorge Morais e José Paulo Fafe.

Fotos D.R.

Crónicas taurinas estão de volta ao "Diário de Notícias"

Com o arranque da nova temporada tauromáquica nacional, o jornal "Diário de Notícias" volta a apoiar a Festa Brava e a publicar com regularidade crónicas taurinas.

A primeira do ano, da autoria do cronista Miguel Ortega Cláudio, foi dada à estampa no passado dia 2 na edição online do "DN", referente ao primeiro festival da temporada celebrado no dia 1 em Mourão.

Nos anos 60, 70 e 80, recorde-se, o "Diário de Notícias" foi um dos jornais diários que maior destaque deu ao espectáculo tauromáquico, através não apenas de noticiário permanente, como sobretudo das crónicas que ali foram escritas por jornalistas e cronistas taurinos tão importantes como José Sampaio, Andrade Guerra, Paco Camilo, Cristovão Moreira (Solilóquio) e outros.

Foto "DN"

GFA das Caldas da Rainha: três décadas a honrar a arte de pegar toiros

O Grupo de Forcados Amadores de Caldas da Rainha fundado a 15 de Agosto de 1993, comemora no presente ano o 30º aniversário da sua fundação.

"São 30 anos replectos de histórias, tardes e noites de glória, de momentos, de tertúlias e acima de tudo de amizade que pretendemos enaltecer em 2023 com a evocação do legado que vem sendo transmitido desde a data da nossa fundação" - lê-se nas redes sociais do GFA das Caldas da Rainha.

.

Durante este ano comemorativo, realizar-se-ão diversos eventos onde, refere o Grupo, "gostaríamos de contar com a família GFACR, do elemento mais antigo ao mais novo, respetivas famílias, bem como com a  presença de todos os que de uma ou outra forma, têm contribuído para que o GFACR seja parte do nosso presente".


Para iniciar as comemorações, o Grupo realiza o primeiro treino de gado bravo no próximo dia 18 deste mês de Fevereiro na Herdade do Peso, onde pasta a ganadaria Cunhal Patrício no Biscainho - Coruche


Foto D.R./GFA das Caldas da Rainha/Facebook

E nós por cá... todos bien?...

É a notícia do dia. Louvável para nuestros hermanos. Pena não ser também assim em terras de Portugal. O Supremo Tribunal Espanhol deu esta terça-feira provimento a um processo interposto pela Fundación del Toro de Lidia (FTL), que pretendia que o Governo incluísse a Tauromaquia nos apoios à Cultura, em particular a um programa que incentiva os jovens a aceder a eventos culturais através de "vouchers" que lhes dão acesso.

Segundo noticiam os sites espanhóis, a sentença reconheceu a natureza cultural da Tauromaquia, obrigando os poderes públicos a actuar positivamente, e ao contrário do que estava a acontecer, face ao fomento da arte tauromáquica, não se justificando por isso a sua exclusão do chamado "Bonus Cultural".

O Supremo Tribunal condenou ainda o Estado ao pagamento das custas do processo.

E nós por cá... todos bien?...

Fotos D.R.

Cartaz da temporada em Nimes rende homenagem a Conchita Cintrón

O cartaz que vai ilustrar a temporada no Coliseu de Nimes (França), apresentado esta terça-feira (foto de baixo), rende homenagem à cavaleira Conchita Cintrón, popularmente conhecida como a "Diosa Rubia" ("Deusa Loira").

Da autoria da artista francesa Nicole Bouquet, o cartaz retrata a famosa toureia nascida no Chile e que desde muito nova viveu em Lima, Peru, onde nasceu a sua aficion pelo toureio. 

Pupila do cavaleiro português D. Ruy da Câmara, que ao tempo vivia no Peru, Conchita Cintrón tornou-se uma figura do toureio a cavalo. Viveu muitos anos em Portugal, onde constituiu família e onde morreu em Fevereiro de 2009.

A praça de toiros de Nimes (gerida pelo super-produtor Simón Casas) está ligada à carreira de Conchita Cintrón, pois a 21 de Setembro de 1991 aí apadrinhou a alternativa da rejoneadora Marie Sara.

Fotos D.R. e aplausos.es


Confirmado: Paulo Caetano actuará a 26 de Março na "Palha Blanco"

Paulo Caetano confirmou esta manhã ao "Farpas" que actuará no próximo dia 26 de Março na "Palha Blanco" no festival comemorativo dos 90 anos da fundação do GFA de Vila Franca de Xira - festejo que esteve anunciado para o final da última temporada e que ficou adiado devido ao mau estado do piso da arena devido a chuva.

O Maestro Paulo Caetano toureou pela última vez em Outubro de 2020 em Monforte. O festival de Vila Franca pode não ser o único festejo em que actuará esta temporada, não estando afastada a possibilidade de poder tourear pelo menos em mais uma corrida.

Foto Emílio de Jesus/Arquivo

Andrés Romero estreia dois cavalos-craques no sábado na Granja

Andrés Romero, que acaba de ser distinguido pela Junta de Andalucia como melhor rejoneador da última temporada em Huelva, onde obteve um espectacular triunfo na corrida de rejoneio da Feira Taurina em Agosto, vai iniciar a sua temporada actuando já no próximo sábado 11 de Fevereiro no festival da Granja - onde estreará dois novos cavalos-craques.

Andrés Romero reparte cartel com os cavaleiros Filipe Gonçalves, João Moura Caetano, Marcelo Mendes, João Salgueiro da Costa e a praticante Mara Pimenta, frente a novilhos-toiros de Júlio Justino e um de Paulo Caetano, estando as pegas a cargo dos grupos de forcados de São Manços, da Póvoa de São Miguel e de Monsaraz.

Em Espanha, Andrés Romero inicia a sua campanha no dia 28 em Huelva, no festival a favor da Hermandad de Nuestra Señora del Rocío de Almonte, onde reparte cartel com os matadores Morante de la Puebla, Juan Ortega, David de Miranda e Pablo Aguado e com o novilheiro García Palacios, frente a novilhos-toiros de José Luis Pereda e Albarreal. O novilhos lidado por Romero será pegado pelo GFA de Beja.

Foto D.R. 

39 MILHÕES de leitores! Ontem, 2ª feira: 10.042!

 

Visualizações
de páginas de hoje
3 261
Visualizações 
de página de ontem
10 042
Visualizações de páginas 
no último mês
276 874
Histórico total 
de visualizações 
de páginas
39 008 586 


Dia 28: Festival de Figuras em Huelva

39 MILHÕES de leitores!

Festejemos! Com alegria. Com orgulho. Com cada vez maior motivação. Com sentimento. E com alma.

Ontem, segunda-feira, ultrapassámos mais um cabo da Boa Esperança. Chegámos aos 39 MILHÕES de leitores em 14 anos de luta. Começámos este blogue em Março de 2009. 14 anos depois, já por aqui passaram mais de 39 MILHÕES de leitores, quase quatro vezes a população actual de Portugal (10.069.872).

Obrigado a todos pela preferência. Continuamos. Continuamos com o sentido profissional de sempre, com o desejo de fazer mais e melhor todos os dias.

Obrigado a todos!

Foto D.R.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2023

Paulo Caetano pode voltar a tourear em Março em Vila Franca

Pode haver alterações no cartel do festival comemorativo dos 90 anos do GFA de Vila Franca de Xira (que se realiza no próximo dia 26 de Março na praça "Palha Blanco") em relação aos nomes que estavam anunciados para 30 de Outubro do ano passado, quando o mesmo ficou adiado.

Segundo o site "Tauronews", mas ainda sem confirmação oficial, o Maestro Paulo Caetano pode integrar o novo elenco, causando assim sensação com este inesperado regresso às arenas. 

Paulo Caetano toureou pela última vez em Outubro de 2020 em Monforte.

Foto Emílio de Jesus/Arquivo 

Novo apoderado dos Telles estreou-se em Mourão

Bernardo Figueiredo, novo apoderado do Maestro António Telles e primeiro apoderado do jovem António (filho), estreou-se nas funções no festival do passado sábado em Mourão, onde este último actuou.

Amigo da Família Ribeiro Telles e sobretudo de António há muitos anos, Bernardo Figueiredo (que integra a dinâmica Associação Sector 9, gestora da Monumental de Santarém), passou este ano a gerir a carreira de pai e filho - precisamente na temporada em que António (filho) toma a alternativa e em que o Maestro celebra o 40º aniversário da sua.

Foto Fernando Clemente

Cartão Aficionado também dá desconto em Santarém

Amadores de Monsaraz fizeram mais um treino no México antes de regressar a Portugal

Depois de ontem se terem estreado no México na corrida mista realizada em Dendho Hidalgo, os forcados Amadores de Monsaraz tiveram hoje mais um treino na finca onde está sediado o cavaleiro Paco Velásquez, antes de regressarem a Portugal.

Após esta curta digressão ao México, o GFA de Monsaraz pega no festival do próximo sábado na Granja.

Fotos D.R.


Sangue novo no GFA de Azambuja

O GFA Amadores de Azambuja, sob o comando de Nuno Matos, realizou um treino este fim-de-semana na praça de toiros da sua terra, em que participaram 33 elementos, entre os quais muitos jovens, cheios de ilusão na nova temporada.

Foto D.R.

Terceiro festejo da temporada no próximo sábado na Granja

Promovido pelo empresário Florindo Ramalho, realiza-se no próximo sábado 11 de Fevereiro (15h30) na praça de toiros da Granja o terceiro festival da temporada, cuja receita reverte a favor das obras de melhoramento do imóvel.

Frente a seis novilhos-toiros das ganadarias de Paulo Caetano (um) e Júlio Justino (cinco), actuam os cavaleiros Filipe Gonçalves, João Moura Caetano, Marcelo Mendes, o rejoneador espanhol Andrés Romero, João Salgueiro da Costa e a jovem praticante Mara Pimenta, estando as pegas a cargo dos grupos de forcados de São Manços, da Póvoa de São Miguel e de Monsaraz.

Pode fazer as suas reservas pelo telefone 967 627 605.

Foto D.R.

Pobres e mal agradecidos...

Apesar do grande empenho e de todo o esforço demonstrados para apoiar a tauromaquia e conseguir que se realizassem os dois festivais de abertura da temporada na praça de Mourão (que estava, recorde-se, interditada pela Inspecção-Geral de Actividades Culturais), não houve um único artista, toureiro ou forcado, que se dignasse fazer um brinde ao presidente da Câmara de Mourão, João Fortes, que assistiu aos dois festivais nos passados dias 1 e 4 acompanhado por elementos do seu staff (foto).

Uma falha, que já o site touroeouro.com destacou e que nós aqui reforçamos, lamentando profundamente o facto de todos os artistas terem ignorado não apenas a presença do autarca, mas sobretudo o facto de ninguém se ter dignado reconhecer - e agradecer - o empenho demonstrado pela autarquia e que permitiu levar por diante os dois festivais - que estavam condenados a não se realizar este ano.

Em tempo recorde, recorde-se, a Câmara de Mourão colocou a sua equipa de arquitectura a realizar os projectos de remodelação dos curros nas praças de Mourão e da Granja (onde no próximo sábado se realiza o terceiro festival da temporada), o que levou a IGAC a viabilizar os festivais. Mas, pelos vistos, ninguém do mundo tauromáquico deu por isso...

E é por estas e por outras que a Tauromaquia lusa está como está. Pobres e mal agradecidos... Uma vergonha.

Foto Fernando Clemente/www.parartemplarmandar.com

Estreia dos Amadores de Monsaraz no México e Paco Velásquez em ombros depois de cortar 4 orelhas

O grupo de forcados Amadores de Monsaraz estreou-se ontem no México numa corrida mista realizada em Dendho Hidalgo, pegando ao segundo intento os dois toiros lidados a cavalo por Paco Velásquez (pertencentes às ganadarias de Júlio Delgado e Teófilo Gómez), por intermédio de André Mendes e Ricardo Cardoso.

O cavaleiro Paco Velásquez (fotos de baixo) obteve mais um triunfo sonante nesta sua campanha de êxitos em arenas mexicanas, cortando as duas orelhas a cada um dos seus toiros e saindo em ombros com os matadores Paola San Román e Luis M. Cuellar, que cortaram cada um as duas orelhas aos dois toiros que lidaram.

Fotos Juancho Cervantes/NTR/Toros


Reportagem de José Canhoto: toureio a pé brilhou em Mourão

Depois de ontem já aqui termos trazido os melhores momentos das lides dos cavaleiros Luis Rouxinol Jr. e António Telles (filho) e as duas pegas dos Amadores de Santarém no festival deste sábado em Mourão, segundo festejo da temporada nacional, fique agora com as pinceladas de arte dadas na arena alentejana pelos matadores de toiros Domingo López ChavesManuel Dias Gomes e Tomás Rufo e pelo novilheiro Manuel Caballero, frente a novilhos de nota alta da ganadaria Murteira Grave.

López Chaves, que este ano se despede das arenas, não estando, por agora, anunciado em mais nenhuma praça portuguesa, deverá ter toureado pela última vez entre nós neste festival de Mourão, em que foi homenageado ao início. Frente a um exigente novilho de Murteira Grave, o matador espanhol esteve a gosto e desenhou uma faena de entrega e valor, dando aplaudida volta à arena.

Manuel Dias Gomes defendeu com entrega e dignidade a Bandeira Nacional e foram deles os melhores momentos de toureio de capa, deixando depois com a muleta detalhes de apurado toureio com a arte e o temple que são seus principais apanágios. Belíssimo início de campanha naquele que promete ser um ano diferente e em busca da definitiva consagração.

Tomás Rufo, a nova coqueluche do toureio espanhol, estreou-se em Portugal e deixou bem demonstrado que não foi por acaso que no ano passado abriu a Porta do Príncipe de Sevilha e a Porta Grande de Madrid. Frente a um novilho complicado de Murteira Grave, o jovem matador entregou-se e conseguiu bonitas séries pelo píton esquerdo, depressa conquistando os aficionados.

O novilheiro Manuel Caballero esteve firme e templado, como refere po site "Mundotoro", frente ao bom sexto novilho da Galeana, destacando-se com a mão direita em bonitas séries de muletazos.

Com as bancadas de Mourão cheias, este segundo festival foi bem dirigido por Agostinho Borges, assessorado pela médica veterinária Ana Gomes. Os dois festivais que abriram a temporada constituiram uma enorme manifestação da força e do grande esplendor que vive a tauromaquia em Portugal e foram um óptimo presságio para a temporada que aí vem.

De parabéns, um ano mais, o ilustre ganadeiro Joaquim Grave pela aficion, pelo rigor e pela seriedade desta sua usual organização em Mourão.

Fotos José Canhoto





Domingo López Chaves iniciou em Mourão a temporada da
despedida com uma faena de entrega e valor a um exigente
novilho de Murteira Grave









Início brilhante de temporada de Manuel Dias Gomes, com a
arte e o temple que são seus apanágios. Foram dele os mais
artísticos momentos de toureio de capote em Mourão





Auspiciosa estreia em Portugal de Tomás Rufo, a nova
coqueluche do toureio espanhol








Bons momentos da harmoniosa faena do novilheiro espanhol
Manuel Caballero