quinta-feira, 22 de abril de 2021

Políticos de todos os quadrantes no Campo Pequeno contra "discriminação" do Governo à Tauromaquia

Apesar da escassa participação de grandes figuras do mundo tauromáquico - o dia e a hora escolhidos não eram, de facto, os mais propícios para chamar a Lisboa muitos dos profissionais das arenas - foi deveras significativa a presença de políticos de todos os quadrantes na concentração tauromáquica que esta manhã teve lugar frente à praça do Campo Pequeno e cujo objectivo era manifestar o protesto do sector contra a "discriminação" do Governo em reabrir muitas actividades culturais e manter ainda encerradas as praças de toiros.

O facto de esta noite se realizar na praça de toiros de Lisboa o primeiro de vários concertos que para ali estão agendados - da cantora Aurea - e ainda não serem permitidas corridas de toiros no mesmo recinto terá reforçado a realização deste protesto no dia de hoje.

Como esta manhã aqui referimos, o Chega esteve em força na concentração dos toureiros com uma delegação liderada pelo candidato à presidência da Câmara de Lisboa, o antigo apresentador televisivo Nuno Graciano (que fez questão de se fotografar com um barrete de forcado na mão - na foto de cima, com Ricardo Regalia Dias Pinto, Pedro Pessanha (presidente da Distrital de Lisboa do partido de André Ventura), Pedro Pinto, antigo crítico tauromáquico e também Rodrigo Alves Taxa, assessor jurídico do Chega, entre outros membros do partido.

Marcaram também presença, entre outros, a deputada Fernanda Velez, do PSD; o líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, bem como Francisco Camacho, presidente da Juventude Popular; e vários autarcas do PS e alguns do PCP. A presença de João Ferreira, ex-candidato comunista à Presidência da República, que nos chegou a ser referida esta manhã, não se confirma afinal.

João Gonçalves, director da actual empresa concessionária da praça de toiros, marcou também discreta presença durante alguns minutos na concentração. 

Numa altura em que "as coisas se estão a resolver para que reabra a actividade tauromáquica" e depois de ontem mesmo vários representantes do sector terem estado de novo reunidos por videoconferência com o Ministério da Cultura, foi importante e significativo o apoio que os políticos de vários partidos prestaram esta manhã à arte tauromáquica e as suas presenças reforçaram, de alguma forma, a revolta contra a "discriminação" que um ano mais se está a verificar por parte do Executivo de António Costa à tauromaquia.

Estiveram presentes cerca de 150 pessoas na concentração desta manhã. Mesmo assim e sobretudo pelo apoio que receberam dos políticos, os agentes do mundo tauromáquico consideram que o acto de protesto "foi positivo".

Fotos Ricardo Dias-Pinto e Duarte Justino/Facebook


Dois cavalos de João Telles eleitos os melhores Lusitanos das arenas em 2020

Dupla consagração na fantástica quadra de João Ribeiro Telles: os seus cavalos "Ilusionista" (foto de cima), com ferro Ortigão Costa e "Lusco Fusco" (foto de baixo), da coudelaria António Paim, foram eleitos os melhores Lusitanos de 2020 nas arenas, nas categorias, respectivamente, de Consagrados e Debutantes. Recorde-se que já em 2019 o "Ilusionista" fora premiado como melhor cavalo de toureio na categoria de Debutantes.

As distinções anualmente outorgadas pela Associação do Cavalo Puro Sangue Lusitano (APSL) foram, como é usual, resultado da votação dos cinco cavaleiros tauromáquicos que mais actuaram na última temporada e que não tinham relação com os cavalos a concurso.

Esta é a primeira vez que um cavaleiro tem dois cavalos da sua quadra premiados com os dois prestigiados troféus anualmente outorgados pela APSL.

Fotos M. Alvarenga e D.R./@João R. Telles


Roca Rey é capa da nova edição da revista "Aplausos"

Já está nas bancas mais uma edição da revista espanhola "Aplausos", recheada de entrevistas e reportagens e que tem desta vez como protagonista da capa o matador peruano Andrés Roca Rey.

"O toureio precisa de ser revitalizado. Um pode dizer que é o melhor, mas se não se mede com os demais é impossível identificá-lo como o melhor", afirma Roca Rey em entrevista a José Luis Benlloch.

"El Juli" e o guitarrista Pablo Benegas protagonizam um interessante "mano-a-mano" moderado por Jorge Casals. Afirma o famoso guitarrista: "Os mesmos que me chamavam assassino nas manifestações contra a ETA em Donosti, chamam-me agora assassino por ir a uma praça de toiros".

A revista publica ainda uma ampla reportagem fotográfica de Arjona sobre a camada para 2021 da ganadaria Fuente Ymbro.

O cartaz oficial do festival de 2 de Maio em Las Ventas

A Comunidade de Madrid tornou oficial o cartaz do festival taurino que no próximo dia 2 de Maio se vai celebrar na Monumental de Las Ventas (em baixo) e cujo cartel, de alto gabarito, é composto pelo rejoneador Diego Ventura, os matadores Enrique Ponce, "El Juli", José Maria Manzanares, Miguel Ángel Perera e Paco Ureña e pelo jovem novilheiro Guillermo García, da Escola de Toureio "El Yiyo".

Lidam-se novilhos-toiros de distintas ganadarias: "El Capea", Domecq, Garcigrande, Victoriano del Rio, Fuente Ymbro, Jandilla e El Parralejo.

Foto D.R.


Políticos marcaram presença na concentração dos toureiros no Campo Pequeno

Está praticamente terminada a concentração dos artistas das arenas que decorreu esta manhã frente à praça de toiros do Campo Pequeno e que, por ser um dia de semana, não teve o impacto que se pretendia.

O objectivo era manifestar o protesto dos profissionais das arenas pela não reabertura das praças de toiros na passada segunda-feira, quando recomeçaram outras actividades culturais e sobretudo pelo facto de esta noite se realizar já um primeiro de vários concertos que estão anunciados para a praça do Campo Pequeno - onde ainda não é permitido efectuar touradas.

Vários políticos marcaram presença na concentração dos toureiros, entre os quais João Ferreira (candidato do PCP às últimas eleições presidenciais), Fernanda Velez (deputada do PSD, juntamente com outros membros do partido), Francisco Rodrigues dos Santos (líder do CDS-PP), alguns autarcas do PS e uma forte representação do Chega composta por Nuno Graciano (candidato à presidência da Câmara de Lisboa), Pedro Pessanha (líder do Distrital de Lisboa) e Pedro Pinto e Ricardo Dias Pinto, também membros do partido de André Ventura.

No que a artistas diz respeito, marcaram presença alguns cavaleiros tauromáquicos, entre os quais João Palha Ribeiro Telles e seu filho João R. Telles, Luis Rouxinol e seu filho Luis Rouxinol Jr., Rui Salvador, Sónia Matias, Gilberto Filipe e António Prates; pelo menos um matador de toiros, "Cuqui"; e muitos forcados, bem como empresários, entre os quais Ricardo Levesinho e Rafael Vilhais e os presidentes das associações representativas do sector.

A manifestação esteve rodeada de um forte aparato policial.

Fotos D.R.


Ontem, 4ª feira: 7.876 leram o "Farpas"

 

Visualizações de 
páginas de hoje

2 763
Visualizações 
de página de ontem
7 876

Visualizações de páginas 
no último mês
207 668

Histórico total 
de visualizações 
de páginas
31 574 373


Lea Vicens em grande destaque na revista "Hola"

A rejoneadora Lea Vicens, líder do escalafón de cavaleiros em Espanha nos anos de 2017, 2018 e 2019, é a grande protagonista da edição semanal da prestigiada revista "Hola", que lhe dedica onze páginas.

Numa ampla reportagem na sua finca de Los Hinojos, com fotos de Andrea Savini e texto da jornalista Lola Delgado, a toureira francesa - primeira mulher na História que saiu em ombros pela porta grande da Monumental de Madrid - mostra a sua casa, a sua quadra de cavalos e conta a sua história pessoal.

Foto "Hola"

"A Cultura não se Censura": artistas das arenas em manifestação de protesto esta manhã no Campo Pequeno

Tal como há um ano e uma vez mais sob o lema "a Cultura não se Censura", o sector tauromáquico tem esta manhã encontro marcado frente à porta principal da praça de toiros do Campo Pequeno para, de novo, fazer ouvir o seu protesto contra a decisão do Governo de não abrir ainda, como aconteceu com outras actividades culturais, as praças de toiros para que se comecem a realizar touradas.

O acto de protesto contra o que se considera, uma vez, uma "discriminação", acontece precisamente na manhã do dia em que na praça de toiros da capital se volta a realizar um concerto musical - não sendo, contudo, permitidas (ainda) as corrida de toiros, razão de ser pela qual a praça foi construída há mais de cem anos.

A manifestação dos artistas das arenas está marcada para as 11h00.



Filipe Gonçalves operado a lesão num braço após queda num treino

O cavaleiro Filipe Gonçalves sofreu uma queda durante um treino na sua quinta, de que resultou uma fractura no braço direito, tendo sido operado na passada semana no Hospital dos SAMS, em Lisboa.

O valoroso cavaleiro vai ter que estar pelo menos três semanas em repouso e sem montar, até poder regressar de novo aos treinos.

Desejos de bom restabelecimento.

Foto Emílio de Jesus/Arquivo

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Campo Pequeno vai homenagear Maestro Vitor Mendes pelos seus 40 anos de alternativa

A empresa Ovação e Palmas, de Luis Miguel Pombeiro, vai nesta temporada levar a efeito na praça do Campo Pequeno uma grande corrida de toiros de homenagem ao Maestro Vitor Mendes pelo 40º aniversário da sua alternativa, que este ano se assinala.

O mais importante matador de toiros de Portugal tomou a alternativa na Monumental de Barcelona (onde oito anos fora mortalmente colhido José Falcão) a 13 de Setembro de 1981, apadrinhado por Palomo Linares, com o testemunho de José Maria Manzanares, frente a toiros da ganadaria de Carlos Nuñez (foto e cartaz em baixo).

Mais para a frente, o empresário anunciará todos os detalhes desta grande corrida, que será, obviamente, mista e promete ser uma das noites marcantes da próxima temporada lisboeta.

Fotos D.R.


"Cansada e triste": Cristina Sánchez abandona Fundación Toro de Lidia

"Cansada e triste", a antiga matadora de toiros Cristina Sánchez renunciou a todos os cargos que ocupava nos organismos da Fundación Toro de Lidia.

Em declarações ao jornal "El Mundo", a famosa toureira espanhola disse, em jeito de crítica ao organismo presidido pelo ganadero Victorino Martín, que "não só há que fazer, como contar o que se faz", acrescentando que "eu só cumpri com o que sentia ser o meu dever num ano tão duro e complicado pela pandemia".

Foto M. Alvarenga

Recordando a 4ª Garraiada do Liceu Gil Vicente no Campo Pequeno, poucos dias depois da revolução de 25 de Abril

Recordação histórica encontrada por José Manuel Barroso, aficionado da Chamusca e que Maurício Vale amavelmente nos fez chegar: o cartaz da 4ª Garraiada do Liceu Gil Vicente na praça de toiros do Campo Pequeno, praticamente uma semana depois da revolução do 25 de Abril - na tarde de 5 de Maio de 1974, já lá vão 47 anos.

Organização do saudoso padre José Alcobia e do próprio Maurício Vale, a garraiada do Liceu Gil Vicente foi, a par de outros espectáculos de juventude que então se realizavam na Monumental de Lisboa, sempre acarinhados e apoiados pelo então empresário Manuel dos Santos, um dos festejos em que despontaram, quer a cavalo, quer a pé, muitos jovens toureiros que depois foram (e são) figuras de enorme destaque.

Nesta garraiada de 1974, apresentaram-se na primeira praça do país os cavaleiros José Manuel Correia Lopes, João Moura e Manuel Jorge de Oliveira. A pé, actuaram o já falecido José Pisco, o próprio Maurício Vale e João Guerreiro. Pegaram os Forcados Amadores do Liceu Gil Vicente, grupo que actuava exclusivamente nestes espectáculos e, na parte cómica, exibiram-se os Parodiantes de Lisboa.

Foto D.R.

CART/México: os 3 portugueses continuam em grande

Os jovens toureiros portugueses Diogo Peseiro, Sérgio Nunes e Duarte Silva continuam a exibir grandes progressos e mantêm-se entre os novilheiros que ainda disputam no México o importante ciclo internacional de novilhadas Centro de Alto Rendimento Taurino (CART), de onde já foram eliminados diversos participantes originários de outros países.

No último fim-de-semana, toda a equipa do CART percorreu mais de 450 quilómetros, quatro ganadarias, uma praça histórica e foram tentadas 31 vacas e dez novilhos-toiros.

Os jovens novilheiros que disputam este certame participaram em várias tentas, sob a orientação do director artístico Juan José Padilla e da equipa de coordenação, integrada entre outros pelo matador de toiros luso Manuel Dias Gomes.

A equipa percorreu os Altos de Jalisco e visitou as ganadarias de La Concepción em Tepatitlán, Santo Toribio em San Miguel El Alto, San Pablo em Atotonilco e San Mateo em Valle de Guadalupe.

Fotos Casa Toreros

Sérgio Nunes (primeiro da esquerda) e Diogo Peseiro (ao meio)
com outros jovens novilheiros que participam no CART
Duarte Silva tem sido um dos mais destacados
Juan José Padilla e Manuel Dias Gomes (à direita) num dos
tentadores do último fim-de-semana

José Santos internado nos Cuidados Intensivos

José Ribeiro Santos, conhecido aficionado, antigo forcado e ex-inspector da Polícia Judiciária, voltou esta tarde ao bloco operatório na sequência de complicações surgidas depois da intervenção cirúrgica a que foi sujeito no início de Março, na sequência de uma queda em casa que lhe provocou uma fractura do colo do fémur.

A operação de hoje não correu como se previa e teve mesmo que ser interrompida pelo facto de o doente não ter reagido bem à anestesia. José Santos, de 75 anos (na foto de baixo, com Miguel Alvarenga), está agora internado nos Cuidados Intensivos do Hospital de São José, em Lisboa, mas segundo fonte familiar a sua situação é estável e não corre perigo de vida. Os médicos vão tentar operá-lo de novo nos próximos dias.

José Santos, recorde-se, integrou um grupo de forcados formado na maioria por vilafranquenses que se encontravam a cumprir o serviço militar em Moçambique e que na década de 70 participou em várias corridas na antiga Monumental de Lourenço Marques, de que era empresário o saudoso Manuel Gonçalves.

Foto Fernando Clemente


Sector tauromáquico retomou esta manhã conversações com Ministério da Cultura

O sector tauromáquico, através dos representantes das suas associações mais representativas (toureiros, empresários, forcados e Federação PróToiro) retomou esta manhã as conversações com o Ministério da Cultura, mais concretamente com a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, através de videoconferência, com vista a "limar todas as arestas" que tornem possível reabrir a actividade o mais depressa possível.

Os intervenientes nas conversações desta manhã referiram ao "Farpas" que a acção "voltou a ser positiva", mas mesmo assim mantêm convocada a manifestação de amanhã, às 11h00, frente à praça de toiros do Campo Pequeno, para protestar contra o que consideram uma "discriminação" por parte do Governo ao não ter autorizado a reabertura da tauromaquia na passada segunda-feira e sobretudo contra o facto de amanhã e depois se realizarem concertos musicais na praça de toiros da capital, sem que ali se possam ainda realizar espectáculos tauromáquicos.

Foto D.R.

Covid-19: índice de transmissibilidade continua a descer

Portugal registou esta quarta-feira mais um morto relacionado com a covid-19 e 610 novos casos de infecção, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS). A maioria dos casos regista-se na região Norte do país.

Em internamento nas enfermarias estão 397 doentes, menos 32 do que na terça-feira. Nos Cuidados Intensivos, Portugal tem hoje 110 pessoas, menos três que no dia anterior.


De acordo com o boletim hoje divulgado, desde o início da pandemia o nosso país já contabilizou 832.255 casos confirmados e 16.952 óbitos. 


Há hoje 24.653 casos activos, mais 77 do que no dia anterior. O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde diminuiu em 185 para 21.681. Por sua vez, o número de recuperados fixou-se em 790.650, mais 532 nas últimas 24 horas.


O índice de transmissibilidade (Rt) do novo coronavírus em Portugal desceu para 0,08. A incidência de casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias mantém também 72,7.


Fonte: "Correio da Manhã"/DGS


Foto M. Alvarenga


Forcados Académicos de Coimbra em acto solidário para com os mais necessitados

Ajudar o próximo sempre foi apanágio de todos os Grupos de Forcados e os Académicos de Coimbra não fogem à regra. Depois da recolha de sangue efectuada no passado mês de Fevereiro, decorreu durante este mês de Abril uma recolha de alimentos, roupas e cobertores a favor da Cruz Vermelha Portuguesa e para ajudar os mais necessitados.

"Estes momentos, para além da óbvia benfeitoria para com os mais necessitados, têm constituído para nós um momento de aprendizagem e partilha que muito nos enriquece, pessoalmente e enquanto grupo. Este iniciativa contou com o empenho de todos os elementos do Grupo de Forcados Amadores Académicos de Coimbra, bem como com a generosidade dos seus familiares e amigos. A todos, muito obrigado", refere o cabo Ricardo Marques.

Foto D.R.


Tauromaquia "discriminada": PSD e CDS-PP fazem perguntas, ministra Graça Fonseca não responde...

O PSD e o CDS-PP questionaram ontem a ministra da Cultura, Graça Fonseca, sobre as razões que levaram o Governo a não reabrir a actividade tauromáquica nesta segunda-feira, medida que consideram "discriminatória".

O PSD enviou à ministra estas perguntas:

1 - Qual o critério que leva o Governo a integrar o Circo nas atividades recreativas, de lazer e diversão violando grosseiramente a Lei e as recomendações da União Europeia?

2 - Qual o critério ou razões ponderosas que levam o Governo a manter encerradas Praças, locais e instalações tauromáquicas?

3 - Que critério, regra ou procedimento a Tauromaquia não está a adotar, impedindo-a de realizar espetáculos na Praça de Touros do Campo Pequeno, onde é permitida a existência de outros espetáculos culturais?

4 - Qual a previsão de data para a retoma das atividades circenses e tauromáquicas?

O CDS-PP, por seu turno, numa pergunta dirigida à ministra da Cultura pela deputada Ana Rita Bessa, quer saber "qual o motivo pelo qual não puderam recomeçar os espectáculos tauromáquicos a 19 de Abril, como o restante sector cultural e qual o motivo pelo qual as praças de toiros podem acolher espectáculos, mas corridas de toiros não".

 

Ana Rita Bessa quer também confirmação de que o sector tauromáquico poderá retomar a sua atividade a 3 de Maio.

 

"O Decreto n.º 7/2021, de 17 de Abril, que regulamenta o Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República, e que, entre outros, reabre o sector da cultura, exclui, mais uma vez, a tauromaquia. O Governo decidiu, assim, que a tauromaquia não retoma a sua actividade normal, dentro das condicionantes inerentes à pandemia, a par do restante sector cultural. A situação é agravada pelo facto de, mais uma vez, serem permitidos espectáculos em recintos tauromáquicos, mas não touradas", acusa o CDS-PP.

 

"Esta decisão discriminatória é tanto mais estranha quanto, nas últimas semanas, se tem registado uma normalização das relações do Governo com o sector e a sua normal inclusão nas políticas públicas culturais, como a lei prevê. O Grupo Parlamentar do CDS-PP entende que é preciso corrigir esta discriminação e considera, por isso, essencial e urgente obter esclarecimentos da parte da Ministra da Cultura", acrescenta o partido, em comunicado.


Até ao momento, não houve quaisquer respostas por parte da ministra Graça Fonseca. Contra a discriminação, o sector tauromáquico convocou uma manifestação amanhã, quinta-feira, às 11h00, em frente da praça de toiros do Campo Pequeno.


Foto D.R.


Ontem, 3ª feira: 8.220 leram o "Farpas"

 

Visualizações de 
páginas de hoje

2 021
Visualizações 
de página de ontem
8 220

Visualizações de páginas 
no último mês
207 668

Histórico total 
de visualizações 
de páginas
31 565 755


terça-feira, 20 de abril de 2021

Azambuja: o programa do Mês da Cultura Tauromáquica

 


"Juanito" volta a Vila Franca e à Moita

O matador João Silva "Juanito" deverá regressar esta temporada às praças de toiros de Vila Franca de Xira e da Moita, onde no ano passado alcançou recordados triunfos, avança hoje o site touroeouro.com.

O empresário Ricardo Levesinho espera pelo dia 3 de Maio para anunciar mais alguns cartéis nas suas praças. "Juanito" pode actuar na tradicional corrida mista da Feira de Outubro em Vila Franca e voltar em Setembro à Feira da Moita.

Foto M. Alvarenga

Covid-19: mais 5 mortos, 424 infectados e 902 recuperados

Portugal registou esta terça-feira mais cinco mortes relacionadas com a covid-19 e 424 novos casos de infecção, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Em internamento nas enfermarias estão 429 doentes, menos 25 do que na segunda-feira. Nos Cuidados Intensivos, Portugal tem hoje 113 pessoas, mais uma que no dia anterior.


De acordo com o boletim hoje divulgado, desde o início da pandemia Portugal já contabilizou 831.645 casos confirmados e 16.951 óbitos. Há hoje 24.576 casos activos, menos 483 do que no dia anterior.


O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde aumentou em 1.043 para 21.866. Por sua vez, o número de recuperados fixou-se em 790.118, mais 902.


O índice de transmissibilidade (Rt) do novo coronavírus em Portugal mantém-se no 1,00. A incidência de casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias mantém também 71,8.


Fonte: "Correio da Manhã"/DGS


Foto D.R.


Santarém manterá nos cartéis deste ano os toureiros que tinha contratado para 2020

Diogo Palha, membro da Associação "Praça Maior" que gere a Monumental de Santarém, disse ontem no "Directo" do "Tauronews" que vão ser honrados os contratos com os toureiros que estavam anunciados para as três corridas que em 2020 ficaram canceladas devido à pandemia (realizou-se na praça "Celestino Graça" na última temporada uma única corrida em Setembro, que foi das melhores do ano transacto).

O antigo forcado não adiantou pormenores sobre as datas e os cartéis de 2021 (fala-se em duas corridas no mês de Junho, uma a 10 e outra a 12), preferindo aguardar pelo início de Maio, altura em que já deverão ser desconfinadas as corridas de toiros. Contudo, os elencos não devem fugir muito dos que estavam inicialmente anunciados para a temporada de 2020.

Recordamos que numa corrida actuariam Rui Fernandes, João R. Telles e Luis Rouxinol Jr.; noutra, António Telles e João Moura Jr. mano-a-mano; e na terceira, João Telles e Francisco Palha e o matador espanhol "El Juli". Estavam anunciados os grupos de forcados de Santarém, Évora e Aposento da Moita e as ganadarias Dr. António Silva, Veiga Teixeira e Garcigrande (para "El Juli"), bem como seis toiros de distintas divisas para a primeira corrida, que seria um concurso.

Foto Maria Mil-Homens

"Cuqui" na corrida mista da Feira da Ascensão na Chamusca

O valoroso matador de toiros Joaquim Ribeiro "Cuqui" (este ano apoderado pelo empresário António Nunes) será a figura da corrida mista da Feira da Ascensão na centenária praça de toiros da Chamusca, anunciou ontem o empresário Ricardo Levesinho no "Directo" do site "Tauronews".

Levesinho realizará duas corridas de toiros na Feira da Ascensão, uma na quinta-feira, 13 de Maio e a outra provavelmente no sábado, dia 15.

António Telles e João Telles são para já os dois cavaleiros que estão contratados, sendo também certa a presença dos dois grupos de forcados da Chamusca, Amadores e Aposento.

Numa das corridas lidam-se toiros da ganadaria Vale de Sorraia e na outra de São Torcato.

Fotos M. Alvarenga e D.R.


Turismo Equestre e Tauromáquico na Herdade das Arengozinhas: aprenda a tourear com João Moura Jr.

Não é todos os dias que se "aprende a tourear" com uma máxima figura como João Moura Júnior - mas não é de todo impossível isso acontecer. E quem quiser experimentar tem agora a possibilidade de passar um dia de campo na herdade do famoso cavaleiro, a Herdade das Arengozinhas (Vila Viçosa, distrito de Évora).

Turismo Equestre e Tauromáquico é o projecto que João Moura Jr. está a desenvolver, proporcionando um dia inesquecível aos aficionados.

"As aulas práticas de toureio são o ponto alto das visitas à Herdade das Arengozinhas. Avaliamos o nível de equitação de cada um, escolhemos um cavalo da nossa quadra que se ajuste a cada um e toca a tourear! Todos os que experimentaram ficaram fascinados pela transmissão e sintonia que se cria entre o cavalo e o cavaleiro! É uma vivência única que se deve sentir pelo menos uma vez na vida" - explica o cavaleiro.

Pode inscrever-se e saber todas as condições para viver uma experiência destas através do e-mail turismoarengozinhas@gmail.com

João Moura Jr. está à vossa espera!

Fotos D.R./Facebook









CART/México: Diogo Peseiro deslumbrou com as bandarilhas


 

Ontem, 2ª feira: 10.131 leram o "Farpas"!

 

Visualizações de 
páginas de hoje

2 039
Visualizações 
de página de ontem
10 131

Visualizações de páginas 
no último mês
207 668

Histórico total 
de visualizações 
de páginas
31 557 553


segunda-feira, 19 de abril de 2021

Azambuja: Mês da Cultura Tauromáquica será este ano virtual

Vai celebrar-se entre 1 e 26 de Maio, mas desta vez online, o tradicional Mês da Cultura Tauromáquica na Azambuja.

Muito em breve, fique a conhecer toda a programação.